Açoriano Oriental
Covid-19
Reino Unido registou quase 20 mil novas infeções

O Reino Unido registou 19.724 novas infeções de covid-19, mais 14% do que na véspera, e 137 mortes nas últimas 24 horas, anunciou o Ministério da Saúde britânico.

Reino Unido registou quase 20 mil novas infeções

Autor: Lusa/AO Online

Na terça-feira tinham sido registados 143 mortes e 17.234 novos casos.

O total acumulado desde o início da pandemia de covid-19 no Reino Unido é agora de 654.644 casos de infeção confirmados e de 43.155 óbitos registados num período de 28 dias após as vítimas terem recebido um teste positivo.  

Hoje entrou em vigor em Inglaterra um novo sistema de três níveis de risco de acordo com o valor de infeções de covid-19, tendo a área de Liverpool, no noroeste, sido a única colocada no grau mais elevado.

A maior parte da Inglaterra encontra-se no nível mais baixo desta escala, o que mesmo assim implica a proibição de ajuntamentos com mais de seis pessoas e o encerramento obrigatório de bares e restaurantes às 22:00, enquanto que o segundo nível impede a socialização entre pessoas que não façam parte do mesmo agregado familiar.

O nível de alerta mais alto também obriga ao encerramento de ‘pubs’ e bares que não sirvam refeições e recomenda às pessoas não entrarem ou saírem dessas áreas com maiores restrições, embora as escolas e universidades continuem abertas.

As autoridades de saúde de Inglaterra devem reunir-se hoje para decidir se outras áreas do norte da Inglaterra, como Manchester ou Lancashire, devem entrar no terceiro nível de restrições.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, descreveu esta como uma "abordagem regional de senso comum” que pretende "tentar evitar a miséria de um novo confinamento nacional” e manter as escolas abertas e a economia a funcionar.

Mas o líder do principal partido da oposição, o trabalhista Keir Starmer, manifestou-se favorável a um confinamento nacional de duas a três semanas sugerido por um grupo de assessores científicos do governo.

“Após ter lido e analisado as recomendações do SAGE, concluí genuinamente que um confinamento temporário [‘circuit breaker’] é do interesse nacional”, afirmou Starmer hoje no parlamento.

A Irlanda do Norte anunciou hoje um confinamento temporário, incluindo o encerramento de escolas durante duas semanas a partir de segunda-feira, enquanto que, a partir já de sexta-feira, bares e restaurantes só poderão servir para fora.  

Na Escócia, os bares e restaurantes das áreas de Glasgow e Edimburgo estão fechados até 25 de outubro, e o chefe do governo autónomo do País de Gales, Mark Drakeford, disse hoje estar a ponderar “muito seriamente” um confinamento temporário.

Drakeford quer também impedir que habitantes de zonas de risco em Inglaterra viajem para o País de Gales.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.