Reabilitação do porto de Ponta Delgada adjudicada por 38,6 ME

Reabilitação do porto de Ponta Delgada adjudicada por 38,6 ME

 

Lusa/AO Online   Regional   30 de Ago de 2019, 20:00

A Portos dos Açores, S.A. anunciou esta sexta-feira ter adjudicado a obra de beneficiação do porto de Ponta Delgada, uma empreitada superior a 38,6 milhões de euros com um prazo de execução previsto de 36 meses.

Segundo informa a empresa que gere as infraestruturas portuárias dos Açores, do concurso público resultou a adjudicação da obra às empresas Agrupamento Teixeira Duarte – Engenharia e Construções, S.A., Etermar – Engenharia e Construção, S.A., Tecnovia Açores, Sociedade de Empreitadas, S.A., Marques, S.A. e à Sociedade de Empreitadas e Trabalhos Hidráulicos (SETH), S.A.

Com esta intervenção, orçada em 38,6 milhões de euros, a que acresce o IVA, e que deverá estar concluída em três anos, será possível a operação de três navios de contentores “em linha e no mesmo terrapleno, o que diminui o número de movimentações e ciclos de transporte, carga e descarga de contentores”.

A obra de reabilitação prevê a “colmatação das locas existentes no paramento do cais” e o “aumento do terrapleno em mais 25 metros, cirando uma nova frente cais em caixotões pré-fabricados, aumentando a área de parque de contentores em, aproximadamente, 9.500 metros quadrados”.

Para o efeito, será demolido o edifício identificado como “Alfândega”, permitindo um aumento da área de terrapleno que representará um acréscimo de cerca de 68% no parque de contentores, passando a ter cerca de 17.000 metros quadrados.

“Serão ainda efetuadas dragagens de fundos da bacia, para as respetivas cotas de serviço”, informa a nota, acrescentando que “esta empreitada contempla a subida de cota do bordo do cais” e que “no terrapleno está contemplado um pavimento novo sobre o existente em toda a área portuária”.

Todas as instalações atuais manter-se-ão em funções e os acessos pedonais e rodoviários deverão ser garantidos, durante a execução da obra.

A intervenção que foi agora adjudicada inclui, ainda, a construção de um novo edifício de operações portuárias, bem como a criação das infraestruturas de redes técnicas de todo o terrapleno, de abastecimento de iluminação, energia e água, drenagem pluvial e esgotos, sinalização viária, e ainda a criação de uma zona dedicada a pesagem de camiões com trela.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.