Quinze acordos de cooperação assinados entre Caracas e Moscovo


 

Lusa/AO online   Internacional   8 de Nov de 2008, 10:49

A Venezuela e a Rússia assinaram sexta-feira quinze acordos de cooperação que se referem essencialmente à indústria naval, à criação de um fundo binacional de quatro mil milhões de dólares e à instalação de uma fábrica de veículos.
Os acordos foram subscritos à saída da reunião em Caracas da Comissão de Alto Nível entre a Rússia e a Venezuela, na qual participou o vice-primeiro-ministro russo Igor Setchine.

    A reunião preparou a visita oficial que o presidente russo, Dmitri Medvedev, vai realizar à Venezuela, a 26 e 27 de Novembro, durante a qual devem ser assinados novos acordos, um dos quais sobre energia nuclear para fins civis.

    Outros acordos assinados sexta-feira referem-se à constituição de empresas mistas para a produção de electricidade, ao desenvolvimento do sector mineiro ou à indústria da cerâmica.

    Estes acordos “constituem apenas uma primeira etapa”, afirmou Setchine.

    “Discutimos outros projectos. Devemos aplicar-nos na sua realização”, acrescentou Setchine, precisando que os dois governos estão actualmente a estudar cerca de 40 dossiers.

    O presidente venezuelano, Hugo Chavez, tem sublinhado que a Venezuela mantém com a Rússia “relações construtivas de aproximação, de entendimento e de debate no âmbito do respeito mútuo”.

    Durante a manhã, Chavez e Setchine assistiram ao início da perfuração do primeiro poço de gás nas águas do Golfo da Venezuela efectuada pelos grupos petrolíferos Petroleos da Venezuela (PDVSA) e Gazprom (russo).

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.