Queda de contentores no porto das Velas condiciona operação de navios

Queda de contentores no porto das Velas condiciona operação de navios

 

Lusa/Ao online   Regional   24 de Fev de 2019, 19:15

A operação de navios no porto das Velas, na ilha de São Jorge está condicionada devido à queda ao mar de contentores de mercadorias, que se afundaram no interior do porto.

A decisão foi tomada hoje pela Capitania do Porto da Horta, que superintende aquela infraestrutura portuária, que anunciou, em comunicado, que a prática da navegação no porto das Velas está "interdita a embarcações e navios com calado igual ou superior a dois metros".

Os contentores de mercadorias foram arrastados para o mar devido à forte ondulação deste fim-de-semana, provocada pela passagem da depressão Kyllian pelos Açores, que provocou ondulação forte em todas as ilhas, atingindo mais de 10 metros.

Segundo explicou à Lusa o capitão do porto da Horta, Rafael da Silva, a interdição à navegação de navios de maior porte no porto das Velas foi decidida por questões de precaução, atendendo ao facto de os contentores que caíram à água se encontrarem "em posição e a profundidades desconhecidas".

A autoridade marítima apela, mesmo assim, para que a restante navegação que está autorizada a operar naquele porto prossiga, mas "com cautela".

O mesmo conselho é dado aos pescadores, armadores e operadores marítimo-turísticos que operam no porto das Lajes do Pico, por causa de duas boias de sinalização do canal de acesso àquele porto, que foram arrastadas devido ao mau tempo.

Reabertos pela Capitania do Porto da Horta, devido à melhoria gradual das condições meteorológicas, foram, entretanto, os portos de vila do Corvo e das Lajes das Flores e o porto das Poças, em Santa Cruz das Flores, que estiveram interditos devido à forte ondulação.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.