UE/Tecnologia

Quatro portuguesas na lista das mais investiram em I&D


 

Lusa / AO online   Economia   16 de Nov de 2009, 14:19

Portugal conta apenas com quatro empresas entre as 1000 companhias europeias que mais investiram em Investigação e Desenvolvimento (I&D) em 2008, de acordo com o relatório anual da Comissão Europeia, divulgado esta segunda-feira em Bruxelas.
A farmacêutica Bial, no 235º posto, o banco Caixa Geral de Depósitos, no 245º, a companhia Energia de Portugal, no 411º, e a empresa de informática Novabse, no 648º, são as quatro companhias portuguesas que figuram na lista das 1000 empresas europeias que mais dinheiro aplicaram na investigação e desenvolvimento.

Em termos gerais, o executivo comunitário saúda o facto de o investimento das empresas comunitárias - empresas sediadas na UE - ter registado em 2008 um crescimento de 8,1 por cento, "significativamente mais elevado, pelo segundo ano consecutivo, do que o das empresas americanas, que se situa em 5,7 por cento, e o das empresas japonesas, que se situa em 4,4 por cento.

A lista europeia é encabeçada pelo construtor automóvel alemão Volkswagen, que investiu 5,9 mil milhões de euros em investigação e desenvolvimento - mais 20 por cento que no ano anterior -, seguida pelo fabricante finlandês de telecomunicações Nokia (5,3 mil milhões) e pela farmacêutica francesa Sanofi-Aventis (4,6 mil milhões).

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.