"No Name Boys"

PSP refere actos violentos "muito bem programados"

PSP refere actos violentos "muito bem programados"

 

Lusa/AOonline   Nacional   17 de Nov de 2008, 17:17

Os actos violentos realizados no fim-de-semana pelos elementos do grupo apoiante do Benfica "No Name Boys" foram “muito bem programados” e não foram meras acções pontuais, disse hoje um oficial da PSP, em conferência de imprensa.
A preparação dos vários crimes, “alguns altamente violentos”, incluíam mesmo acções de vigilância de locais e de pessoas durante bastante tempo, acrescentou o subintendente Dário Prates, da Divisão de Investigação Criminal da Polícia de Segurança Pública (PSP), num encontro com jornalistas, em Lisboa.

    Numa operação que envolveu 250 polícias no cumprimento de cerca de 40 mandados de busca foram detidas 30 pessoas, 13 das quais estão a ser ouvidas no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa.

    Os restantes elementos fora libertados, tendo ficado com termo de identidade e residência, a medida de coação mínima a que podiam ser sujeitos.

    A Polícia aproveitou a conferência de imprensa para exibir as apreensões realizadas durante a operação, com destaque para 11,5 quilogramas de haxixe, suficientes para 57 mil doses individuais, e 115 gramas de cocaína, que dariam para mil doses individuais.

    O haxixe estava embalado em barras e a cocaína armazenada em ‘bolotas’, que habitualmente são transportadas pelos traficantes no organismo.

    Ainda segundo as autoridades, a droga era utilizada para financiar as actividades dos "No Name Boys", nomeadamente para pagar os ingressos nos jogos de futebol e viagens.

    Entre os detidos estão elementos do núcleo do grupo de adeptos de Castelo Branco e do Porto, embora a maioria seja da região da Grande Lisboa.

    Os detidos, duas mulheres e 28 homens, são suspeitos de vários crimes como associação criminosa, posse e tráfico de armas de fogo, tráfico de estupefacientes, ofensas à integridade física qualificada, roubo, incêndio, explosões e outras condutas especialmente perigosas, segundo a PSP.

    A operação resultou ainda na apreensão de uma balança de precisão, 70 gramas de ecstasy e 187 gramas de liamba, três armas, munições de vários calibres, quatro soqueiras, cinco embalagens de gás de defesa (spray), três bestas, três armas eléctricas, quatro bastões extensíveis, seis tacos de basebol, nove tochas, cinco potes de fumo e um 'very-light'.

    Foram também apreendidas seis viaturas e cerca de 15.300 euros em dinheiro.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.