Açoriano Oriental
Política
PSD critica Governo por fazer "crer que resolveu pagamento IRS"
A presidente do PSD/Açores, Berta Cabral, classificou de "atitude inqualificável a tentativa do Governo regional de se apropriar indevidamente da resolução do problema" da transferência de 5,6 milhões de euros do IRS para os municípios.
article.title

Foto: Direitos Reservados
Autor: Lusa/AO online
"Estas verbas foram transferidas da Direcção Geral da Administração Local na sexta-feira para os Açores. O Governo regional vai transferir as verbas, porque recebeu-as do Governo da República e porque a isto está obrigado", afirmou Berta Cabral, numa conferência de imprensa, reagindo a uma nota divulgada pelo Governo regional.

Naquela nota, o executivo anunciava que decidiu antecipar a transferência para os municípios de uma verba extraordinária de 5,6 milhões de euros, referente à comparticipação do IRS de 2011, “substituindo-se” ao Governo nacional.

Para Berta Cabral, "é uma atitude inqualificável, numa tentativa de apropriação indevida do Governo regional na resolução do problema", tendo a líder do PSD/Açores distribuído aos jornalistas "um e-mail da Direcção Geral da Administração Local enviada ao Governo dos Açores que confirma o processamento do montante" para as autarquias.

“Temos que falar verdade. E a verdade sobre tudo isto é que o Governo da República resolveu o problema do IRS aos municípios dos Açores. Transferiu a verba na sexta-feira”, insistiu Berta Cabral, que desafiou o Governo regional "a pagar o que efectivamente está em divida" referente a 2009 e 2010.

Segundo disse Berta Cabral, “o Governo regional só tem uma forma de salvar a face e de mostrar que está de boa-fé. É que se não quer prejudicar os municípios dos Açores então que pague 2009 e 2010 que ainda está em divida”.

“Se pretende substituir-se ao Governo da República pague aquilo que efetivamente está em divida do tempo do engenheiro Sócrates, porque em relação a 2011 o Governo da República já transferiu na sexta-feira para o Governo dos Açores pagar aos municípios”, sustentou.

Por outro lado, congratulou-se pela "decisão do Governo da República em transferir para os municípios dos Açores as verbas correspondentes aos 5% de IRS de 2011", que disse ser "muito importante para a economia regional".

“A nota do GACS (Gabinete de Apoio à Comunicação Social do Executivo) continua a ser uma nota ardilosa, no sentido de fazer crer que o Governo regional é que o resolveu o problema quando na verdade recebeu um e mail na sexta-feira com as transferências das verbas”, frisou.
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.