Assembleia Legislativa dos Açores

PSD/A exige resultados do inquérito sobre acidente com "Ilha Azul"

PSD/A exige resultados do inquérito sobre acidente com "Ilha Azul"

 

Lusa / AO online   Regional   31 de Out de 2007, 14:20

A bancada do PSD no Parlamento açoriano exigiu esta terça-feira ao Governo Regional a divulgação dos resultados do inquérito realizado ao acidente com o navio de transporte de passageiros “Ilha Azul” no porto da ilha Graciosa.
O assunto foi levantado no plenário de hoje pelo deputado social-democrata Jorge Macedo, que contestou a alegada demora do executivo socialista na divulgação do inquérito sobre o acidente que aconteceu a 23 de Agosto.

Na altura, o navio “Ilha Azul”, com cem metros de comprimento e capacidade para transportar 562 pessoas e 120 viaturas, embateu num baixio à entrada do porto da Praia da Graciosa, um acidente sem consequências para os passageiros que estavam a bordo.

“Não se escondam atrás da burocracia e das minudências administrativas”, defendeu o parlamentar do PSD, acrescentando que é preferível que sejam divulgados, o mais breve possível, os resultados do inquérito, para que os açorianos saibam “o que é que correu mal”.

Jorge Macedo salientou que, em matéria de segurança, é preciso que sejam conhecidos todos os pormenores em relação aos navios de transporte de passageiros que operam nos Açores, no âmbito do serviço público de transporte marítimo.

“Não facilitem em coisas sérias”, argumentou o deputado do PSD, recordando que “é nesses barcos que viajam os filhos dos açorianos”.

A bancada do PSD/Açores contestou, também, o recente anúncio da empresa pública Atânticoline sobre o atraso na construção dos novos barcos que o Governo mandou construir para operarem no arquipélago a partir de 2008.

Jorge Macedo considerou que foi “ingenuidade” da parte do Governo Regional acreditar que os navios estariam prontos em um ano e três meses, depois da aquisição do aço e dos grandes equipamentos.

“Esse prazo nem dá para construir uma traineira, quanto mais para construir dois navios”, criticou o deputado social-democrata, considerando que a história do transporte marítimo de passageiros nos Açores, além de “triste”, é também uma “vergonha” para o executivo socialista.

As acusações da bancada do PSD não tiveram resposta por parte do Grupo Parlamentar do PS nem da bancada do Governo, devido à ausência no plenário do secretário regional da Economia, titular da pasta dos Transportes.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.