Açoriano Oriental
PS/Praia enaltece “inovação, coragem e determinação" dos produtores de leite biológico

O secretário coordenador da secção do PS/Praia destacou “a inovação, coragem e determinação” dos produtores do concelho que têm apostado no leite biológico, “arriscando o investimento já efetuado para a produção convencional passando para algo pioneiro nos Açores”.

article.title

Foto: PS/Praia
Autor: Susete Rodrigues/AO Online

Osório Silva que falava após reunir com os produtores de leite biológico e com os responsáveis pelo mercado de produtos biológicos da Praia da Vitória, a BioAzórica,explicou, citado em nota, que “este é um processo que exige a conversão das pastagens e é um modo de produção em que são que têm de ser cumpridas exigências por posição legal para se ter um produto em Modo de Produção Biológica (MPB)”.


“O nosso arquipélago possui oito produtores de leite, estando mais dois em processo de certificação, que levará no mínimo dois anos, o que demonstra que aos poucos este modo de produção está aumentar na nossa região e que os seus rendimentos não estarão em causa”, disse Osório Silva, defendendo que “certamente não será uma moda, mas sim uma certeza, tal como já se verifica através do número de produtores de hortícolas e frutícolas biológicos, mas acima de tudo pelo maior número de consumidores”.


No entender de Osório Silva, depois da produção do leite biológico, a indústria terá outro desafio que “passa por diversificar os produtos, como o queijo, a manteiga e os iogurtes que, neste caso, poderão ser feitos também a partir de frutos biológicos”, contribuindo para “a consolidação dos produtos que existem no mercado”.


Segundo o responsável pela Secção do PS/Praia, esta adesão dos produtores é visível também devido à aposta do Governo Regional no apoio à produção de produtos biológicos que vai ao encontro do Plano Estratégico para a Agricultura Biologia na Região, um plano que se encontra em vigor e em fase de implementação com “medidas que visam dar um forte contributo a este modo de produção em expansão nos Açores”.


“É de igual modo com grande satisfação que verificamos que o Governo Regional assume para o próximo ano como primordial objetivo proceder alterações ao POSEI, com o objetivo de estimular a adesão dos agricultores ao Modo de Produção Biológico”, acrescentou.


As alterações solicitadas à Comissão Europeia como a majoração de 20% na Ajuda à Vaca Leiteira (145euros) para produtores em conversão ou certificados “Modo de Produção Biológico”, a isenção de rateio no Prémio aos Produtores de Leite, a isenção de rateio na Ajuda às Culturas Arvenses para as áreas em Modo de Produção Biológico ou em conversão, assim como o suplemento de 10% na ajuda par os produtores de hortofrutícolas “são medidas bastante significativas”, enalteceu.


Por outro lado, Osório Silva realçou “o papel fundamental” que a BioAzórica e os seus associados têm vindo a desenvolver desde a sua criação, em 2010, que tomou outra dimensão a partir de 2012 com a instalação do seu mercado na Praia da Vitória, colocando “a nossa freguesia, concelho, ilha e Região na vanguarda nacional e internacional da produção biológica”.


De acordo com o responsável pelo Secretariado da Sessão do PS/Praia, atualmente há 115 produtores nos Açores, dos quais 55 são da ilha Terceira, sendo que a produção biológica na região já ocupa mais de 1149 hectares, não contando com as pastagens para a produção do leite biológico.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.