Açoriano Oriental
PS e PSD preveem gastar total de cerca de 1,4 ME na campanha
Os dois maiores partidos no parlamento dos Açores, PS e PSD, preveem gastar nas eleições legislativas regionais de 16 outubro cerca de 1,4 milhões de euros, uma poupança na ordem de 200 mil euros face ao sufrágio de 2012.
PS e PSD preveem gastar total de cerca de 1,4 ME na campanha

Autor: Lusa/AO Online

Os orçamentos de campanha para as regionais foram hoje disponibilizados na página da Internet do Tribunal Constitucional pela Entidade das Contas e Financiamentos Políticos, em que constam os documentos remetidos a esta entidade por 11 forças políticas das 13 que apresentaram listas às eleições.

No sufrágio de outubro próximo, o PS, partido maioritário na Assembleia Legislativa Regional, calcula despender 993.245,02 euros (menos cerca de dois mil euros do que o orçamentado para a campanha de 2012), enquanto o PSD, o maior partido na oposição, 450 mil euros (há quatro anos apresentou um orçamento de 651 mil euros).

O CDS, que tem três deputados no parlamento regional, contempla despesas e receitas de 180 mil euros nesta eleição (em 2012 o orçamento dos centristas foi de 146.410 euros) e a CDU 115 mil euros (145 mil euros no sufrágio regional de 2012).

Com orçamentos inferiores a 100 mil euros surge o Bloco de Esquerda (52.800 euros), o Partido Democrático Republicano (35 mil euros), o Partido Popular Monárquico (33 mil euros) e o PCTP-MRPP (23.750 euros).

Os orçamentos de valor mais baixo são o do Partido da Terra (4.500 euros), do Livre (1.100 euros) e o do Movimento Alternativa Socialista. Este último remeteu ao Tribunal Constitucional receitas e despesas de 500 euros.

Parte das forças políticas que concorrem às regionais inclui nas receitas a subvenção estatal, a contribuição do ou dos partidos (caso do PCP e PEV, que concorrem em coligação) e a angariação de fundos.

No caso das despesas contam-se, por exemplo, a conceção de campanhas, estudos de mercado, comícios, espetáculos e brindes, além de custos administrativos e operacionais.

Treze forças políticas apresentaram listas às eleições legislativas regionais dos Açores, mais uma do que em 2012, sendo os círculos de São Miguel e compensação os únicos a que todas se candidatam.

De acordo com a informação disponibilizada hoje pela Gestão da Comarca dos Açores, apresentaram pela primeira vez candidatura às regionais o MAS - Movimento Alternativa Socialista, o Partido Democrático Republicano, o PURP - Partido Unido dos Reformados e Pensionistas e o Livre.

Concorrem também todos os partidos com assento no parlamento regional - PS, PSD, CDS-PP, CDU, Bloco de Esquerda e Partido Popular Monárquico – e ainda o PAN – Pessoas-Animais-Natureza, o Partido da Terra (MPT) e o PCTP-MRPP.

PS, PSD, BE, CDU, PDR, MPT e PAN têm candidaturas em todos os círculos eleitorais, dez no total: nove coincidentes com cada uma das ilhas e um círculo regional de compensação (que junta os votos que não permitiram eleger deputados nos círculos de ilha).

Já o CDS-PP não se apresenta ao Corvo, enquanto o PPM não entregou lista pelo círculo das Flores, onde apoia o cabeça de lista centrista, Paulo Rosa.

O PCTP-MRPP concorre na Terceira, Faial, São Jorge, Santa Maria, Pico, São Miguel e compensação.

Em São Miguel e no círculo de compensação entregaram igualmente listas o PURP e o MAS, duas estreias nas regionais, enquanto o Livre, também uma novidade nestas eleições, soma àqueles dois círculos a candidatura pelo Pico.

 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.