Produção industrial com maior queda mensal do último ano


 

Lusa/AO online   Economia   30 de Out de 2013, 10:57

A produção industrial registou uma queda mensal de 11,3% em setembro, a maior desde há um ano, revelam dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

No entanto, em termos homólogos, a produção das indústrias voltou a aumentar em setembro, e pelo segundo mês consecutivo, subindo 1,3%, acima do aumento homólogo de 0,4% em agosto.

A queda mensal de 11,3% do índice em setembro acontece depois de uma subida mensal de 8,1 % em agosto, e é a maior queda desde a descida de 12% registada em setembro de 2012, situando-se bastante acima das últimas quatro quedas do ano que nunca chegaram aos 4%.

Do inquérito aos industriais, o INE conclui que todos os agrupamentos contribuíram para a queda do índice de produção industrial, destacando os de bens intermédios (caiu 5,5 pontos percentuais) e de bens de consumo (menos 4,6 pontos percentuais).

Em termos homólogos, registou-se em setembro um aumento de 13,9% no agrupamento energia e bens intermédios face ao período homólogo anterior, quando em agosto tinha aumentado 2,8%, e de 1,1% dos bens de consumo, contra 0,6% em agosto.

Face a setembro de 2012, o agrupamento de bens de investimento registou uma diminuição homóloga de 5,9% em setembro, acima da queda homóloga de 3,6% do mês anterior.

A produção das indústrias transformadoras aumentou 0,2% face a Setembro do ano passado, abaixo dos 0,8% registados em agosto, enquanto as indústrias extrativas aumentaram em termos homólogos 38,5%, face ao aumento homólogo de 10,6% em agosto.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.