Açoriano Oriental
Presidente do COP confessa estranheza pela falta de novidades sobre medidas do Governo

O presidente do Comité Olímpico de Portugal (COP) manifestou estranheza por não haver novidades quanto à alteração do Instituto Português do Desporto e Juventude e ao pacote financeiro reforçado anunciados pelo Governo.

Presidente do COP confessa estranheza pela falta de novidades sobre medidas do Governo

Autor: Lusa/AO Online

“Não se sabe o que se passa com a anunciada alteração do Instituto [Português] de Desporto e da Juventude. Não se sabe o que se passa com o pacote financeiro reforçado [para o desporto] que foi anunciado, duas das medidas emblemáticas do Governo. E, agora, aparece como principal preocupação do Governo a elaboração de um plano nacional de desenvolvimento desportivo, aparentemente deitando fora os cerca de seis planos setoriais que vêm do Governo anterior e colocando a três legislaturas [a implementação]”, evidenciou.

Em entrevista à agência Lusa, José Manuel Constantino assumiu-se surpreso por “das três medidas emblemáticas do novo Governo, só se falar de uma”.

“Isso surpreende-me. Eu não estou a pedir que ao fim de dois meses as medidas sejam aplicadas, mas o que é que está a ser feito? Que estudos estão a ser realizados? Que medidas estão a ser preparadas?”, questionou.

Para o presidente do COP, “como está a acontecer em diversos setores da atividade pública nacional – os médicos, os enfermeiros, os polícias -, caberá ao Governo, que se comprometeu com esse propósito, dizer ‘a nossa perspetiva é a de um reforço de X, a partir de determinada data’”.

“Omitir isto, retirar isto do discurso político e colocar em ênfase apenas o plano nacional de desenvolvimento desportivo, aparentemente é estranho. Mas a minha estranheza pode não ter razão de ser, o Governo que esclareça”, instou.

A criação do Ministério da Juventude e Modernização, liderado por Margarida Balseiro Lopes, levou à separação entre as tutelas do Desporto e da Juventude fundidas pelo executivo liderado por Pedro Passos Coelho e mantidas por António Costa, o que inevitavelmente terá impacto no Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Ao nível ministerial, o Desporto permaneceu sob a alçada dos Assuntos Parlamentares, Pedro Duarte, tal como acontecia no mais recente Governo socialista, com Ana Catarina Mendes, depois de ter estado sob a tutela da Educação, com Tiago Brandão Rodrigues.

No início de maio, numa intervenção na 27.ª Gala do Desporto, o ministro dos Assuntos Parlamentares revelou que o Governo quer conceber “um plano integral” para o setor.

“Assumimos já que queremos construir, conceber e executar aquilo que estamos a chamar, por enquanto, um plano integral para o desporto no nosso país. Mas nós não queremos trazer esse plano integral, mostrar-vos e apresentar-vos. Nós queremos construir de baixo para cima, com toda a gente, um plano nacional, no sentido mais abrangente do termo, para o desporto no nosso país”, elucidou Pedro Duarte.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados