Açoriano Oriental
Chade
Presidente da Arca de Zoe ilibou jornalistas e tripulação
O presidente da Arca de Zoe, Eric Breteau, ilibou sábado perante um juiz em Ndjamena os jornalistas franceses e a tripulação espanhola do avião que devia transportar 103 crianças para França desde Abéché, no Chade, revelou fonte judicial.

Autor: Lusa / Ao online
    “Afirmou que tanto ele como os seus cinco companheiros eram responsáveis pela operação Children Rescue (nome da Arca de Zoe no Chade). Nem os jornalistas franceses, nem a tripulação espanhola do avião estão envolvidas na operação”, indiciou a mesma fonte, após a audição de Eric Breteau.

    “Eles (a Arca de Zoe) queriam dar-se a conhecer e foi por isso que convidaram os jornalistas a participar na operação”, acrescentou a mesma fonte.

    Segundo o seu advogado, Abdou Lamia, Eric Breteau foi interrogado durante três horas pelo juiz encarregue do dossier.

    “Ele está bem. Até prova em contrário o nosso cliente neste caso é considerado inocente”, acrescentou o advogado.

    Dos 21 acusados neste caso, 11 (três jornalistas franceses, quatro hospedeiras espanholas, Eric Breteau e três chadianos) foram ouvidos sábado.

    As audiências devem prosseguir segunda-feira com os outros acusados que estão detidos em N'Djamena desde sexta-feira, segundo uma fonte judicial.

    Nove franceses, seis membros da Arca de Zoe e três jornalistas, foram detidos a 25 de Outubro em Abéché, quando tentavam embarcar as crianças num avião com uma tripulação espanhola com destino a França.

    Todos foram acusados por “rapto de menores” e “burla”.

    Quatro responsáveis chadianos da localidade de Tine, na fronteira com o Sudão, são acusados de “cumplicidade”, assim como os sete membros da tripulação.

    Um piloto belga, que transportou uma parte das crianças para Abéché desde a fronteira entre o Chade e o Sudão, foi detido por “cumplicidade no rapto de menores”.

    Os 21 acusados incorrem em penas de cinco a 20 anos de trabalhos forçados.

 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.