Portugueses gastam hora e meia por dia em redes sociais como o Facebook

Portugueses gastam hora e meia por dia em redes sociais como o Facebook

 

Lusa/AO online   Nacional   21 de Nov de 2012, 08:55

Os portugueses gastam, em média, 88 minutos por dia em redes sociais como o Facebook, Twitter ou Windows Live, sendo que a maioria o faz após o horário laboral ou escolar, refere um estudo elaborado pela Marktest Consulting.

O estudo 'Os Portugueses e as Redes Sociais' refere também que os portugueses têm um "hábito diário" de visita a este tipo de 'sites', "com mais de três quartos" a referir que os visitam "pelo menos uma vez por dia" e 46,2% fazem-no várias vezes por dia.

Já em termos de tempo despendido, cerca de 39% consulta a rede social até 30 minutos, 25,1% de 30 minutos a uma hora, 20,7% de uma a duas horas e 15,2% mais de duas horas por dia.

O documento indica também que o Facebook é, de longe, a rede social com mais notoriedade espontânea (91,3%), seguido a grande distância pelo Hi5, com 3,9% e pelo Twitter, com 2%.

O computador portátil é o equipamento mais utilizado para aceder às redes sociais, seguido do computador de secretária, do telemóvel, do Ipad ou 'tablet' e do Ipod Touch, adianta o estudo, sendo que, em termos médios,"os possuidores de conta no Facebook têm uma rede de 316 amigos".

No que se refere ao hábito de publicação de informação nas redes sociais, "a frequência é inferior à da visita", com 36% a dizerem que publicam pelo menos uma vez por dia e que as fotos ou imagens são os tipos de publicações mais frequentemente colocadas".

O estudo conduzido pela Marktest indica também que a maioria dos indivíduos com perfil criado nas redes sociais segue ou é fã de empresas ou marcas (61,5%), dos quais, em termos médios, referem seguir "25 empresas, 23 empresas, 13 figuras públicas e 16 grupos de interesse".

A marca que obteve maior número de respostas foi a Nike (8,56%), seguido pela Worten (6,0%) e pela Nestlé (5,7%).

A Fnac colocou-se na quarta posição (5,6%), o mesmo valor da Vodafone, enquanto a Coca-Cola obteve 5,3% de referências. A TMN, Adidas, L'Oreal, Garnier e Zara completam a lista das dez marcas mais referidas pelos entrevistados.

A maioria dos inquiridos respondeu também que segue as marcas e empresas para ter acesso à informação ou poder ter conhecimento de promoções e aceder a descontos.

O estudo da Marktest foi realizado em setembro deste ano pelo segundo ano a indivíduos com idade compreendida entre os 15 e os 64 anos de idade e utilizadores de redes sociais.

Foram feitas 826 entrevistas a indivíduos tendo por base um questionário estruturado de auto-preenchimento.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.