União Europeia

Portugueses acreditam na ajuda ao desenvolvimento

Portugueses acreditam na ajuda ao desenvolvimento

 

Lusa / AO online   Economia   20 de Out de 2009, 16:22

Os portugueses são dos europeus que mais acreditam na ajuda ao desenvolvimento, com 93 por cento a considerarem-na importante ou muito importante, indica o Eurobarómetro especial divulgado esta terça-feira.
A percentagem mais elevada da União Europeia é partilhada com cinco outros países - Suécia, Espanha, Malta, Chipre e Polónia -, sendo que a média dos 27 Estados-membros se fica pelos 88 por cento.

"Assistimos nos últimos cinco anos a um aumento substancial da percentagem de portugueses que consideram a ajuda ao desenvolvimento como prioritária", avalia o Ministério dos Negócios Estrangeiros, numa nota oficial.

Também a percentagem de portugueses que já ouviram falar ou conhecem os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM) - metas para 2015 estabelecidas pelas Nações Unidas - subiu de 24 por cento para 35 por cento nos últimos dois anos, o que o Governo diz estar "presumivelmente relacionado com o esforço que tem sido dedicado à sensibilização da opinião pública nacional sobre esta matéria".

Este valor de conhecimento sobre os ODM coloca Portugal em quinto lugar na União Europeia, acima da média comunitária, fixada nos 24 por cento.

À semelhança dos outros europeus, também os portugueses gostavam que a comunicação social desse mais atenção às questões de cooperação para o desenvolvimento: 41 por cento consideram que os média não tratam suficientemente o tema, contra 30 por cento que consideram esse tratamento suficiente.

Os dois países da Península Ibérica consideram que os Estados Unidos são o país em melhor posição para prestar ajuda aos mais pobres.

O número especial do EuroBarómetro, realizado entre Maio e Junho de 2009 com o objectivo de avaliar o impacto da crise económica sobre o apoio à ajuda ao desenvolvimento nos países europeus, insere-se num conjunto de análises sobre o conhecimento e percepção que a opinião pública europeia tem sobre questões de desenvolvimento, e tem vindo a ser realizado desde 2004.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.