Relação entre Portugal e Timor-Leste

Portugal quer lançar um novo ciclo de cooperação mais ambicioso

Portugal quer lançar um novo ciclo de cooperação mais ambicioso

 

Lusa / AO online   Nacional   16 de Nov de 2007, 15:55

O primeiro-ministro, José Sócrates, afirmou que Portugal está disponível para lançar um novo ciclo na cooperação com Timor-Leste, visando consolidar as instituições democráticas e o ensino do português neste país.
As declarações de José Sócrates foram proferidas após ter recebido em São Bento o presidente da República de Timor-Leste, Ramos-Horta, encontro em que também esteve presente o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado.

José Sócrates disse que, durante o almoço com Ramos-Horta, teve a oportunidade de transmitir a intenção portuguesa de “dar um novo impulso à cooperação com Timor-Leste”.

“Estamos muito satisfeitos com a evolução registada em Timor-Leste” e Portugal “está em condições de iniciar uma fase mais ambiciosa na cooperação” com este país, vincou o chefe do Governo português.

O primeiro-ministro especificou depois que as prioridades da cooperação serão dirigidas para “a consolidação das instituições democráticas timorenses e também para a área da educação, que é vital para o futuro de Timor-Leste”.

Segundo Sócrates, as áreas da educação, da justiça e da cooperação técnica “são fundamentais” para o futuro do Estado timorense.

“Temos uma grande vontade de estar à altura da nossa história comum, tendo uma cooperação que honre essa mesma história”, acrescentou.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.