Ponta Delgada reforça prevenção das dependências


 

Pedro Nunes Lagarto   Regional   18 de Dez de 2008, 09:59

A Câmara Municipal de Ponta Delgada reforçou a cooperação com a Associação Regional de Promoção da Actividade Física e Desportiva, ao dar continuidade ao projecto “Bairro em Movimento”, que envolve jovens de  zonas problemáticas da cidade na realização de torneios desportivos nos campos polidesportivos de Santa Clara, Lajedo e Laranjeiras, assim como vai implementar  o projecto “Pedalar em Ponta Delgada”, igualmente destinado aos mais jovens , que visa incentivar a prática de estilos de vida saudáveis.

Com o mesmo objectivo estão a decorrer iniciativas camarárias junto das escolas do 1º ciclo do ensino básico e dos ateliers de tempos livres de todo o Concelho de Ponta Delgada.
O anúncio foi feito ontem pela autarca Berta Cabral na cerimónia de assinatura de um protocolo de cooperação entre a edilidade e A Alternativa - Associação Contra as Dependências, em Ponta Delgada.
Na ocasião, Berta Cabral disse que ao contrário do que defende a vereação socialista , a equipa por ela liderada prefere a “acção a um plano (papel) contra as toxicodependências”.
Berta Cabral sublinhou que a promoção de actividades capazes de envolver a juventude no âmbito da prevenção primária das toxicodependências constitui uma das “principais preocupações” da política social da Câmara Municipal de Ponta Delgada.
Em concreto, a edilidade assume uma posição de parceira com as instituições sociais que se dedicam à prevenção das dependências, além de actuar directamente ao investir em infra-estruturas de ocupação dos jovens ou mesmo através dos apoios financeiros anuais às associações desportivas, culturais e de solidariedade social que actuam no plano juvenil. “Entendemos que esta é a melhor forma de manter a juventude afastada dos problemas”, afirmou Berta Cabral.

Protocolo com A Alternativa
Ontem, a Câmara Municipal de Ponta Delgada deu prosseguimento à sua política social ao renovar o protocolo de cooperação com A Alternativa, visando a integração de toxicodependentes recuperados no mercado de trabalho através da limpeza do meio ambiente no concelho.
Em concreto, a edilidade atribui àquela associação 33 mil euros para que os jovens procedam à recolha selectiva de cartão em zonas industriais e de armazenagem para depósito na ETAR - nas áreas dos Arrifes, Livramento, São José, São Pedro, São Roque, São Sebastião e Santa Clara -  à limpeza e manutenção das zonas balneares e parques envolventes -Pópulo, Milícias, São Roque, Poços, Ferraria, Praia e Poças  dos Mosteiros, costa de Santa Clara - e ainda à limpeza e manutenção do Lugar da Rocha da Relva.
Berta Cabral quis expressar publicamente o seu apreço à acção de A Alternativa transmitindo aos jornalista presentes na cerimónia que o protocolo cumpre objectivos: apoiar quem ajuda os jovens problemáticos e contribuir para a defesa e manutenção do meio ambiente.
Para a A Alternativa, a renovação do protocolo é bem-vinda, tanto mais que “2009 será um ano difícil para todos nós”, enfatizou uma das responsáveis.
A Alternativa, com sede na Rua Coronel Chaves, em Ponta Delgada, trabalha com 23 jovens que frequentam o programa a tempo inteiro e outros 50  em regime de ambulatório que se deslocam à associação três vezes por semana para a toma de uma substância antagonista (medicamento utilizado no tratamento da dependência de heroína) e acompanhamento psicológico e familiar.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.