Peritos analisam obra de Tintoretto exposta em Singeverga

Peritos analisam obra de Tintoretto exposta em Singeverga

 

Lusa / AO online   Nacional   19 de Nov de 2007, 19:51

Uma equipa internacional deverá elaborar um parecer técnico sobre a autoria da pintura atribuída a Jacopo Tintoretto exposta no mosteiro Beneditino de Singeverga, disse à agência Lusa José Alberto Seabra, conservador da colecção de pintura do Museu de Arte Antiga, em Lisboa.
"Precisamos dos pareceres internacionais de especialistas em Tintoretto para termos a certeza se a pintura deve ou não ser atribuída ao pintor italiano", referiu o responsável pela colecção de pintura do Museu de Arte Antiga que, com mais três técnicos, esteve, esta tarde, em Santo Tirso.

No relatório elaborado pelos técnicos deverá ainda constar a necessidade de "classificar" a obra, disse José Alberto Seabra.

O quadro, "indiscutivelmente veneziano", segundo o especialista, e do século XVI, mede 5, 25 por 2, 25 metros e representa a "Adoração dos Reis Magos".

Doado, em testamento, pela família de Ana e Jaime Pinho, aos monges de Singeverga, o quadro está exposto no altar da abadia desde 5 de Outubro de 2004.

A confirmar-se a autoria da pintura, o quadro será o único Tintoretto existente em Portugal.

"Tem havido um aumento significativo das visitas, sobretudo de académicos", referiu à Lusa Frei Paulino, responsável pelo Mosteiro Beneditino.

A análise à autoria do quadro tem sido orientada por Vítor Serrão.

Em declarações aos órgãos de comunicação social, este historiador de arte afirmou pôr as "mãos no fogo em como se trata de um Tintoretto, provavelmente feito a meias com o filho Domenico, o seu herdeiro artístico".

Ainda sem que se saiba quem irá financiar o estudo internacional, já que o quadro pertence a uma instituição privada, cabe ao Ministério da Cultura a sua classificação, pelo que os pareceres deverão começar a ser preparados em breve.

O rasto do quadro, agora exposto em Santo Tirso, termina na compra que, há algumas dezenas de anos, Jaime Pinho, terá feito em Veneza.

Vítor Serrão acredita que a "Adoração dos Reis Magos" poderá ser uma das pinturas que, no século XVIII, foi referenciada como fazendo parte do espólio da Igreja do Espírito Santo, em Veneza, Itália.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.