Paulo Portas vai propor debate sobre Código Contributivo


 

Lusa / AO online   Economia   16 de Nov de 2009, 14:36

O líder do CDS-PP, Paulo Portas, anunciou esta segunda-feira que vai propor o agendamento de um debate parlamentar de actualidade sobre o Código Contributivo, e voltou a defender o adiamento da entrada em vigor do documento.
“O CDS agendará um debate parlamentar com urgência para fazer perceber à opinião pública que este Código Contributivo, que (…) carrega em cima de quem trabalha e em cima de quem dá emprego, é uma má ideia que entre em vigor a 01 de Janeiro”, afirmou Paulo Portas.

O líder do CDS-PP falava aos jornalistas no final de uma audiência com a direcção da CGTP, na sede da central sindical.

Portas exemplificou que, com o novo Código, os agricultores e comerciantes que hoje pagam ao Estado 150 euros por mês vão passar a pagar 450 euros.

Contra o alargamento da base contributiva, Paulo Portas argumentou que as novas regras significam na prática um aumento dos impostos para os trabalhadores que “vão ter tudo tributado”, incluindo o “abono para falhas”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.