Legislativas regionais

Partidos elegem 57 deputados a 19 de Outubro

Partidos elegem 57 deputados a 19 de Outubro

 

Lusa/AO online   Regional   22 de Ago de 2008, 16:00

Cerca de 191 mil açorianos vão eleger, a 19 de Outubro, 57 deputados à Assembleia Legislativa Regional, mais cinco do que nas últimas eleições de 2004, devido à criação do novo círculo eleitoral de compensação.
O mapa da Comissão Nacional de Eleições (CNE) com o número de deputados a eleger a 19 de Outubro e a sua distribuição pelos círculos eleitorais foi publicada no Diário da República.

    Estas legislativas regionais serão as primeiras depois da alteração, em 2006, da Lei Eleitoral dos Açores, que aumentou de 52 para 57 o número de deputados na Assembleia Legislativa Regional.

    Com esta revisão, a lei criou um novo círculo eleitoral regional de “compensação”, com cinco deputados, que acresce aos restantes nove já existentes - um por cada ilha do arquipélago - que elegem um total de 52 representantes.

    Com isso, pretendeu-se melhorar a proporcionalidade do sistema, reduzindo o risco do partido mais votado em legislativas regionais não obter, porém, o maior número de lugares no parlamento açoriano.

    Segundo o mapa hoje publicado, a ilha de São Miguel, a maior do arquipélago, elege 19 deputados regionais, seguindo-se o círculo da Terceira, com dez parlamentares.

    Os círculos eleitorais do Faial, Pico e São Jorge têm direito a quatro deputados, enquanto que as Flores, Graciosa e Santa Maria vão escolher três representantes cada.

    O Corvo, a mais pequena ilha dos Açores, elege dois deputados regionais.

    Segundo a lei, em cada círculo eleitoral serão eleitos dois deputados e mais um por cada 6.000 eleitores ou fracção superior a 1.000.

    Os partidos concorrentes às regionais de Outubro têm de entregar as suas listas de candidatos até 08 de Setembro nos vários tribunais de comarca da região.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.