Açoriano Oriental
Migrações
Papa apela ao acolhimento dos náufragos "que chegam exaustos"

O Papa apelou ao acolhimento dos náufragos "que chegam exaustos” às costas europeias, lembrando que São Paulo foi acolhido pelos habitantes de Malta após o naufrágio que sofreu quando era prisioneiro, durante a audiência geral no Vaticano.

article.title

Foto: EPA/NAKE BATEV
Autor: Lusa/AO Online

"Hoje pedimos ao Senhor que nos ajude a viver cada provação através da energia da fé e que sejamos sensíveis a muitos náufragos da história que chegam exaustos às nossas costas", disse o Papa.

Francisco pediu que a Europa saiba dar "as boas-vindas” aos migrantes, salvando-os do “frio da indiferença”.

O Papa refletiu hoje sobre o naufrágio de São Paulo, enquanto era prisioneiro, num barco que o levava de Cesareia para Roma, episódio contado no livro dos Apóstolos.

Francisco explicou que “essa viagem deixou de ser uma situação de infortúnio e morte para uma oportunidade de manifestar o poder salvador de Deus” porque “após o naufrágio chegaram à ilha de Malta, onde foram acolhidos pelos seus habitantes e uma fogueira foi acesa para aquecê-los”.

Por outro lado, o Vaticano anunciou que, no dia 23 de fevereiro, Francisco vai viajar para Bari, no sul da Itália, para presidir uma missa na ocasião da reunião de reflexão e espiritualidade "Mediterrâneo fronteira da paz", organizada nesta cidade.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.