Saúde

Ordem dos Enfermeiros acusa Hospital de Ponta Delgada de falta de diálogo

Ordem dos Enfermeiros acusa Hospital de Ponta Delgada de falta de diálogo

 

Lusa/AO online   Regional   31 de Out de 2012, 13:58

O presidente da Ordem dos Enfermeiros nos Açores, Tiago Lopes, acusou esta quarta-feira a direção de enfermagem do Hospital de Ponta Delgada de falta de diálogo, frisando que ainda não conseguiu reunir com a diretora desde que tomou posse.

"Com muita pena nossa, a diretora de Enfermagem do Hospital do Divino Espírito Santo, que é o maior empregador de enfermeiros na região, declinou o convite para uma reunião que decorreu na semana passada, gorando as nossas expetativas de, finalmente, encetarmos algum tipo de diálogo", afirmou Tiago Lopes, que lidera a secção regional dos Açores da Ordem dos Enfermeiros desde 25 de janeiro.

Tiago Lopes frisou que, desde que tomou posse, promoveu "várias tentativas para aproximar a Ordem dos enfermeiros que exercem naquela unidade de saúde", lamentando que todas tenham "esbarrado em diferimentos por parte do Conselho de Administração do Hospital de Ponta Delgada".

A "gota de água", segundo este responsável, foi a ausência da direção de Enfermagem do Hospital de Ponta Delgada na reunião que se realizou na semana passada para analisar questões relacionadas com a profissão de enfermeiro, em que participaram representantes das direções de enfermagem de várias unidades de saúde dos Açores.

"O próprio bastonário (da Ordem dos Enfermeiros) já manifestou a sua indignação com este comportamento", frisou Tiago Lopes, manifestando a esperança de que a situação seja avaliada pelo novo executivo regional, que toma posse na próxima semana.

"Espero que o novo executivo, à semelhança da avaliação de desempenho que é feita aos profissionais de saúde, faça também uma avaliação nas mais variadas vertentes dos conselhos de administração das unidades de saúde da região e decida se esses responsáveis devem continuar com esse bom ou mau desempenho", afirmou.

Contactada pela Lusa, fonte oficial do Hospital de Ponta Delgada afirmou que a diretora de Enfermagem não tem qualquer comentário a fazer sobre a situação referida pelo representante da Ordem dos Enfermeiros nos Açores.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.