Obama coloca fundador da Apple “entre os maiores inovadores dos EUA”

Obama coloca fundador da Apple “entre os maiores inovadores dos EUA”

 

Lusa/AO Online   Internacional   6 de Out de 2011, 08:21

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, prestou hoje uma homenagem a Steve Jobs, que morreu esta quarta-feira aos 56 anos, colocando-o "entre os maiores inovadores norte-americanos".

O fundador da Apple foi "corajoso o suficiente para pensar de modo diferente e suficientemente ousado para crer que poderia mudar o mundo com o talento necessário para o conseguir", realçou Obama através de um comunicado.

Barack Obama enalteceu também "o espírito de engenho norte-americano", ao apontar que ao criar "computadores pessoais e ao colocar a internet no bolso revolucionou a informação, tornando-a não só acessível, mas também intuitiva e divertida".

Steve Jobs gostava de dizer que vivia cada dia como se fosse o seu último e, "por isso, transformou as nossas vidas, redefiniu indústrias inteiras e conseguiu alcançar uma das raras proezas da história da humanidade: mudou a forma como cada um de nós vê o mundo".

"O mundo perdeu um visionário e não pode haver maior tributo ao seu êxito do que o facto de boa parte do mundo já ter ouvido falar do seu percurso através de um dispositivo que ele inventou", indicou o presidente norte-americano.

O fundador da Apple morreu na quarta-feira aos 56 anos vítima de um cancro no pâncreas. Filho de estudantes universitários, Jobs acabou por ser entregue para adoção quando a sua mãe viajou de Wisconsin até à Califórnia para dar à luz, a 24 de fevereiro de 1955, em São Francisco.

O empresário criador do estúdio de animação Pixar começou o seu império numa garagem em Silicon Valley, na Califórnia, na década de 1970.

A doença levaria Jobs a abandonar os comandos da Apple já este ano.

Casado com Laurene Powell desde 1991, Jobs deixa quatro filhos, um dos quais de um relacionamento anterior



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.