Número de portugueses que este ano fizeram um cruzeiro subiu 49%

Número de portugueses que este ano fizeram um cruzeiro subiu 49%

 

Lusa / AO online   Economia   17 de Out de 2009, 13:19

O número de passageiros portugueses que este ano fizeram um cruzeiro deverá rondar os 55 mil, o que representa um aumento de 49 por cento face aos 37 mil do ano passado, referem dados da Royal Caribbean International.

Para o próximo ano, a perspectiva é que o mercado de cruzeiros português suba para os 60 a 65 mil passageiros, afirmou à Lusa o representante da empresa em Portugal, Francisco Teixeira.

Com este volume de passageiros, o mercado português de cruzeiros poderá valer entre 80 a 90 milhões de euros, afirmou.

Para o próximo ano, a Royal Caribbean quer crescer em Portugal 70 por cento em termos de passageiros e 55 a 60 por cento em termos de receitas.

“Actualmente, valemos entre 18 a 20 por cento do mercado de cruzeiros e dentro do segmento “premium” (classe superior) temos uma quota de quase 50 por cento”, afirmou.

“O objectivo é passar dos actuais 10 mil para 17 mil passageiros”, acrescentou.

A companhia de cruzeiros internacional refere que este ano deverá ter crescido 10 por cento em número de passageiros, mas apenas entre 1 a 2 por cento em temos de receitas, face a um crescimento previsto de 25 por cento.

Segundo o responsável, o factor decisivo nesta quebra foi o alerta de pandemia da gripe A e não a crise.

Os destinos mais vendidos pela companhia de cruzeiros são o Mediterrâneo (60 por cento das vendas), seguido das Caraíbas (20 por cento), do Norte da Europa (10 por cento) e do Resto do Mundo (10 por cento).

Segundo Francisco Teixeira, o Mediterrâneo é o destino com maior crescimento, seguido do Norte da Europa.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.