II Divisão Série Centro - 1ª jornada

Nulo castiga ineficácia da equipa do Operário

Nulo castiga ineficácia da equipa do Operário

 

Nuno Neves/Arthur Melo   Futebol   4 de Set de 2011, 20:27

A vitória esteve sempre a pender mais para o lado dos ‘fabris’ mas Ivo e alguma aselhice na finalização impediram que os três pontos ficassem na Lagoa.
Depois de uma vitória na 1ª eliminatória da Taça de Portugal, que teve em João Ventura o seu grande responsável, foi através da técnica do puto de 17 anos que o Operário começou a incomodar a baliza do Coimbrões.

Nos 15 minutos iniciais já a turma lagoense contava com três jogadas de golo: aos 2’, Ventura remata com perigo para fora; aos 8’ o mesmo atleta finta dois adversários e obriga o guarda-redes do Coimbrões a atirar para canto; e aos 15’, Luís Soares cruza da direita e há quase autogolo.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.