Norte-americanos não devem "temer" julgamento de acusados de 11 de Setembro


 

Lusa / AO online   Internacional   18 de Nov de 2009, 15:35

Os norte-americanos não devem temer a realização em Nova Iorque do julgamento dos cinco homens acusados de terem organizado os atentados de 11 de Setembro, declarou o Presidente Barack Obama numa entrevista.
"Penso que esta noção de que deveríamos ter medo, que estes terroristas disporiam de poderes especiais que nos impediriam de apresentar provas contra eles, de os prender e fazer justiça rapidamente, creio que isso foi um erro básico", afirmou Obama à cadeia televisiva CNN, segundo extractos da entrevista divulgados hoje.

O secretário da Justiça norte-americano, Eric Holder, anunciou sexta-feira que os cinco acusados, actualmente detidos em Guantanamo, serão julgados num tribunal do sul de Manhattan, não muito longe do "Ground Zero", local da tragédia que causou a morte de cerca de 3000 pessoas a 11 de Setembro de 2001.

O anúncio de Holder provocou reacções furiosas de algumas famílias de vítimas e de eleitos republicanos, tendo estes argumentado que o julgamento dará a Khalid Sheikh Mohammed (o alegado «cérebro» dos atentados) um "palco" para exprimir a sua retórica do ódio.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.