Nonagon acolhe “Re…pensar o ensino da Matemática”

Nonagon acolhe “Re…pensar o ensino da Matemática”

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   10 de Jul de 2018, 10:05

O Nonagon - Parque de Ciência e de Tecnologia de São Miguel, está a receber, até amanhã, a 7ª edição do ciclo de eventos “Re…pensar o ensino da Matemática: dinâmicas de promoção do sucesso escolar”.

A ter lugar pela primeira vez na cidade de Lagoa, o evento insere-se no âmbito do projeto 'Prof DA' do Programa ProSucesso, numa parceria com o Governo Regional dos Açores, Oficina Matemática Passo a Passo e a Universidade dos Açores (UAC), ao qual a autarquia de Lagoa se associou.


Segundo a vereadora, Albertina Oliveira, “é dever dos governos, garantir um sistema educativo adequado à realidade, pugnando assim pelo sucesso escolar de todos, sem exceção. Nesse sentido, a Câmara Municipal de Lagoa tem sido parceira das suas escolas e continuará com esta relação institucional e de cooperação, por considerar a educação essencial para o futuro dos jovens lagoenses e para o desenvolvimento da nossa sociedade”, refere em nota de imprensa.


Refira-se que a rede 'Prof DA' (formada por 50 docentes, abrangendo todas as unidades orgânicas do sistema educativo regional), teve o seu início no ano letivo de 2015/16, tendo sido desenvolvidas várias oficinas de matemática.


Desta forma, acrescenta a nota, a realização destes encontros permite que os professores titulares, de apoio e de educação especial, do 1.º Ciclo do Ensino Básico, possam refletir sobre novas dinâmicas de promoção do sucesso escolar no contexto do ensino-aprendizagem da matemática.


Nos últimos anos, a autarquia de Lagoa teve uma preocupação acrescida no âmbito da educação, adotando e redefinindo várias medidas, especialmente com o compromisso de continuar a investir na educação, desde logo com a implementação de sessões de Educação Política e para a Cidadania, com a adesão do município à Associação Internacional das Cidades Educadoras (AICE) e a colaboração na implementação do ProSucesso.


Por outro lado, o município acolhe alunos do ensino vocacional, orientado para atividades operacionais com alguns dos alunos que estão prestes a chegar aos 18 anos e ainda não têm a escolaridade obrigatória, permitindo-lhes trabalhar no Parque Municipal de Obras e noutras instituições do concelho, colocando-os em contexto real do trabalho, em áreas diversas como a veterinária, a agricultura e a jardinagem. Sem descurar, o incentivo através dos prémios monetários aos melhores alunos, nos três estabelecimentos de ensino do concelho e a colaboração nas deslocações e intercâmbios escolares.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.