Açoriano Oriental
Navalny: Donald Trump diz que não viu provas de envenenamento

O Presidente dos Estados Unidos da América (EUA), Donald Trump, disse hoje não ter visto “nenhuma prova” do envenenamento do opositor russo Alexei Navalny, acrescentando, contudo, não ter razões para duvidar da Alemanha, que afirma ter “provas inequívocas”.

Navalny: Donald Trump diz que não viu provas de envenenamento

Autor: AO Online/ Lusa

“Ainda não vimos provas”, disse Trump numa conferência de imprensa, prometendo que os EUA vão avaliar cuidadosamente este processo, sobre o qual se pronunciou pela primeira vez.

O caso é “trágico” e terrível”, disse, reiterando que se entende bem com o Presidente da Rússia, Vladimir Putin, e assegurando que tem sido “mais firme com a Rússia que qualquer outra pessoa, de longe”.

O Governo da Alemanha disse na quarta-feira que Alexei Navalny foi envenenado com uma substância neurotóxica “do tipo ‘novichok’.

Questionado sobre se duvida de Berlim, Trump assegurou que não, mas afirmou que o Governo alemão “não foi definitivo”.

A Alemanha, a União Europeia e a NATO exigiram nos últimos dias à Rússia uma investigação completa e transparente do caso.

A Alemanha informou hoje os seus aliados na NATO, entre os quais os EUA, das conclusões apuradas até ao momento dos exames realizados a Navalny, hospitalizado desde 22 de agosto, em coma, num hospital de Berlim, para onde foi transferido da Sibéria, onde esteve internado dois dias depois de perder a consciência durante um voo para Moscovo.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.