Ministra quer celebração de um "Pacto para o emprego"

Ministra quer celebração de um "Pacto para o emprego"

 

Lusa/AO Online   Economia   19 de Nov de 2009, 06:41

A ministra do Trabalho e da Solidariedade Social vai hoje propor aos parceiros sociais o estabelecimento de um "Pacto para o Emprego" que permita combater a crise e "promova uma política de rendimentos socialmente mais justa".

A proposta será feita no Congresso do Direito do Trabalho, que será esta manhã aberto pela governante. No discurso, a que a Lusa teve acesso parcial, Maria Helena André vai reafirmar que o primeiro desafio desta legislatura é o emprego e desafiar os parceiros sociais para a discussão de um Pacto para o Emprego.

O objectivo do Governo é "discutir com os parceiros sociais que contribuições é que um Pacto para o Emprego poderá dar para ajudar Portugal e os portugueses a enfrentar melhor e com maior eficiência os desafios" colocados pela crise internacional.

A ideia, de acordo com a nova ministra, é "articular bem as reformas realizadas na última legislatura com as consequências da crise financeira internacional e ambas com uma política de rendimentos socialmente mais justa e que proteja especialmente os que estão em posição mais fraca no mercado de trabalho".

No dia em que serão conhecidos os números da OCDE, que deverão rever em alta as previsões para o crescimento português neste ano, Maria Helena André vai sublinhar que "o desemprego está a crescer menos em Portugal que a média europeia" e aproveitar para vincar que a Comissão Europeia espera que Portugal mantenha os números do desemprego, em 2010 e 2011, a crescer menos que a média europeia.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.