SEF/Porto

Ministério Público quer condenações por associação criminosa


 

Lusa / AO online   Nacional   16 de Out de 2009, 15:48

O Ministério Público recorreu esta semana do acórdão das Varas Criminais do Porto, relativo a um esquema de legalização irregular de imigrantes em que os arguidos, incluindo inspectores do SEF, foram absolvidos do crime de associação criminosa.
Fonte ligada ao processo disse hoje que o recurso, de 281 páginas, defende ter ficado provada a existência de uma rede ou grupo com intuito de angariar estrangeiros, uma tese que o colectivo de juízes presidido por Mário Silva rejeitou no seu acórdão de 27 de Julho.

Na ocasião, o tribunal condenou a quatro anos de prisão com pena suspensa a principal suspeita do caso.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.