Orçamento de Estado 2008

Ministério da Cultura aumenta apoio financeiro ao CCB


 

Lusa / AO online   Economia   25 de Out de 2007, 19:10

A Fundação do Centro Cultural de Belém vai receber no próximo ano 7,9 milhões de euros (ME) do Ministério da Cultura (MC), mais 500 mil euros do que o previsto para este ano, de acordo com o próximo orçamento para a Cultura.
Já a Fundação Casa da Música, no Porto, contará para 2008 com 11,5 milhões de euros de participação financeira do MC, menos 500.000 euros do que em 2007, quando recebeu 12 milhões, incluindo a Casa da Música (10 ME) e a Orquestra Nacional do Porto (2 ME).

A OPART, empresa pública que gere o Teatro Nacional São Carlos e a Companhia Nacional de Bailado, irá receber 19,2 milhões de euros.

O Teatro Nacional D. Maria II terá 5,1 milhões de euros, enquanto o Teatro Nacional São João, do Porto, contará em 2008 com 4,9 milhões de euros, menos 800 mil euros do que o previsto para este ano.

A Fundação Berardo terá dois milhões de euros do MC.

Dos 245,5 milhões de euros do orçamento de Estado para 2008, a tutela de Isabel Pires de Lima destinará mais de 106 milhões de euros para a salvaguarda e valorização do património, que inclui, por exemplo, a conclusão da construção do Museu de Arte e Arqueologia do Vale do Côa (8,7 ME).

O Ministério da Cultura prevê ainda uma despesa de 900 mil euros para recuperar e requalificar o Museu de Arte Popular, em Lisboa.

A Estrutura Arquivística Sonora, que deverá ser integrada no futuro Museu da Música e do Som, terá um financiamento de 450 mil euros para inventariação, estudo e preservação de fonogramas.

Para o apoio às artes, cujos financiamentos serão geridos pela Direcção-Geral das Artes, o MC canalizará 16,5 milhões de euros, enquanto o Instituto do Cinema e Audiovisual irá gerir 28 ME, 16 dos quais para o Fundo do Cinema e Audiovisual.

Para a remodelação dos depósitos da Biblioteca Nacional, em Lisboa, o MC destinou dois milhões de euros.

Cem mil euros serão canalizados para as comemorações dos 200 anos da chegada do Príncipe Regente e da família real ao Brasil, 400 mil euros para a Bienal de Arquitectura de Veneza e 250 mil para a Bienal de Artes Visuais de São Paulo.

O orçamento do Ministério da Cultura para 2008 atinge um montante de 245,5 milhões de euros, assinalando um crescimento de 9,2 por cento relativamente à estimativa de execução para este ano.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.