Rússia

Marinheiro culpado por acidente no submarino nuclear Nerpa


 

Lusa/AOonline   Internacional   13 de Nov de 2008, 11:06

A Procuradoria-Geral da Rússia estabeleceu que um dos marinheiros foi o responsável pelo acidente no submarino nuclear Nerpa, em que morreram 20 pessoas, informou Vladimir Markin, porta-voz do Comité Nacional de Investigação (CNI).
“Os juízes de instrução militar do CNI estabeleceram que um dos tripulantes, sem qualquer razão para isso, activou o sistema de combate a incêndios e reconheceu a culpa. Trata-se de um dos marinheiros da tripulação”, precisou Markin.

    O acidente teve lugar no passado 08 de Novembro durante ensaios de mar no Oceano Pacífico, provocando 20 mortos, entre eles três militares e 17 civis, e 22 feridos.

    As autópsias revelaram que a morte foi causada pela inalação de gás frion empregue na extinção de incêndios em submarinos.

    Fontes oficiais confirmaram que o reactor não sofreu danos e hoje regressou aos testes.

    No momento do acidente, no submarino encontravam-se 208 pessoas, entre elas 127 civis.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.