Ponta Delgada

Marina aposta na educação para combater poluição do mar

Carregando o video...

 

Pedro Nunes Lagarto   Regional   13 de Out de 2010, 17:32

Os seguranças e o sistema de videovigilância que funcionam 24 horas na Marina de Ponta Delgada raramente detectam atentados ambientais, e isto apesar de no último fim-de-semana se ter retirado uma tonelada de lixo do fundo da Marina Pêro de Teive.
Por exemplo, a última sanção de que há memória foi aplicada há cerca de três meses e refere-se, não à deposição de lixo no fundo da marina, mas do facto de uma embarcação, por falta de cuidado do proprietário, ter afundado e provocado um derrame de combustível, que entretanto foi contido.

No fundo da Marina de Ponta Delgada jazem grandes pneus, que são trazidos pelo mar do porto comercial que se situa em frente e pneus mais pequenos que servem para proteger os iates dos pontões.

Há igualmente equipamento náutico, garrafas e material de pesca atirado ao mar pelos utentes, entre outros objectos.


Leia esta notícia na íntegra no jornal Açoriano oriental de Quarta-feira, Dia 13 de Outubro de 2010

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.