Luís Sepúlveda em Portugal para apresentar novo livro de contos

 Luís Sepúlveda em Portugal para apresentar novo livro de contos

 

Lusa/AOonline   Cultura e Social   22 de Out de 2008, 12:06

O novo livro de Luís Sepúlveda, "A lâmpada de Aladino", com a chancela de uma nova editora, é apresentado quinta-feira à tarde em Lisboa.
  "A lâmpada de Aladino" é um dos treze contos, histórias em vários locais do mundo, de Hamburgo ao Rio de Janeiro passando por Santiago do Chile, que constituem o livro, editado pela Porto Editora.

    Trata-se de "um livro muito esperado pelo público", disse à Lusa Manuela Ribeiro, comissária das Correntes d'Escritas, o encontro anual de escritores de línguas ibéricas da Póvoa de Varzim.

    "É um escritor que criou público que o acompanha e está sempre atento. Relativamente a este livro, penso que há uma maior expectativa pois o anterior, "O poder dos sonhos" (2006), ficou um pouco aquém do esperado".

    A mesma opinião é partilhada por António Diegues Ramos da Livraria Byblos. Segundo este responsável, Sepúlveda "é um escritor com público fiel e sobre o qual há sempre uma certa expectativa”.

    “Relativamente a este título, confirma-se isso mesmo, tanto mais que um dos contos refere-se a Portugal", disse Diegues Ramos.

    "Desventura final do capitão Valdemar do Alentejo" intitula-se o conto sobre um velho marinheiro que está a morrer, mas cuja acção se passa no Oceano Pacífico.

    "Não sendo um conto sobre Portugal, ou até a região alentejana, fala de nós e isso interessará ao público", acrescentou.

    Depois da primeira apresentação quinta-feira às 18:30 no El Corte Inglés, em Lisboa, Sepúlveda apresentará o livro, em acentuado ritmo em várias livrarias, "dado interesse manifestado, a que se procurou responder da melhor forma", disse à Lusa fonte da Porto Editora.

    Sexta-feira o escritor chileno fará três apresentações em Lisboa, às 12.30 na Livraria Bulhosa, ao Campo Grande, às 16:00 na Bertrand do Chiado e às 19:30 na FNAC do Colombo.

    No sábado "A lâmpada de Aladino" será apresentado em Oeiras na Bulhosa pelas 12.30, seguindo o escritor para o Porto onde falará sobre estes contos na Bertarnd das Antas às 16:00 e na FNAC do NorteShopping às 19:00.

    Domingo estará em Braga, na Bertarnd às 12:30; em Vila Nova de Gaia no El Corte Inglés, às 18:00, e à noite, pelas 21:30, no Diana Bar, na Póvoa de Varzim.

    "É um reencontro num espaço desde sempre frequentado por escritores e intelectuais, refira-se José Régio, ou Agustina Bessa-Luís, entre muitos outros. Os poveiros conhecem-no bem pois tem participado desde a primeira edição das Correntes que completam no próximo ano dez anos", disse Manuela Ribeiro.

    A comissária das Correntes d'Escritas conta com o escritor na próxima edição que acontecerá naquela cidade minhota de 11 e 14 de Fevereiro próximo.

    "O velho que lia romances de amor" (1989) foi o título que colocou o nome de Sepúlveda na ribalta literária internacional. Um livro que dedica ao seu amigo brasileiro Chico Mendes, activista ambiental, e que reflecte a sua aproximação desde 1987 à organização ecologista Greenpeace.

    Luís Sepúlveda foi já distinguido com vários prémios, entre eles, o Prémio Gabriela Mistral de Poesia (1976), Prémio Rómulo Gallegos de Novela (1978), Primer Prémio de Novela Corta Juan Chabás (1990), Prix France de Culture (1992) e Prémio Internazionale Ennio Flaiano(1993).

    Entre as suas obras, refira-se "Encontro de amor num país em guerra", (1997), "Nome de toureiro" (1994), "História de uma gaivota e de um gato que a ensinoua voar" (1996) "Patagonia Express" (1996) e "Uma História Suja" (2004).

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.