Junta passou a ser responsável pelo cemitério de Água de Pau

Junta passou a ser responsável pelo cemitério de Água de Pau

 

Carla Ormonde   Regional   4 de Nov de 2012, 17:23

A Câmara Municipal da Lagoa cedeu a Água de Pau o cemitério daquela freguesia, por 30 anos, ficando a cargo da Junta de Freguesia a gestão e a manutenção daquele espaço.
Foi já assinado entre o presidente da Câmara Municipal da Lagoa, João Ponte e o presidente da Junta de Freguesia de Água de Pau, Roberto Sousa,  o contrato de comodato que cede, pelo prazo de 30 anos, o cemitério à Junta de Freguesia, onde aliás já se encontra edificada uma ermida que é pertença da Junta.
Segundo refere uma nota de imprensa, a cerimónia decorreu depois da celebração da eucaristia em honra de Todos os Santos no respetivo cemitério, onde João Ponte felicitou a atual Junta de Freguesia, o seu executivo e todos os anteriores, pelo trabalho que fizeram - e têm vindo a fazer - para “manter este local que é sagrado com a máxima dignidade possível”.
Na ocasião o presidente do município realçou três sentimentos importantes ligados àquele cemitério que foi entregue à Junta de freguesia de Água de Pau,  nomeadamente a saudade, o respeito e a gratidão.
Recorde-se que a Câmara Municipal da Lagoa tomou a decisão de ceder o cemitério da freguesia de Água Pau com o objetivo de viabilizar o importante papel que aquela Junta tem vindo a desempenhar na manutenção e gestão do património daquela vila.
Na mesma cerimónia, refere ainda a nota de imprensa, Roberto Sousa demonstrou o seu agrado pelo espaço ter sido cedido à Junta de Água de Pau.
No entanto, o presidente da Junta não deixou de referir as dificuldades que Água de Pau tem vindo enfrentar ao nível financeiro. Sobre o cemitério, Roberto Sousa sublinhou que,  ao longo dos anos e apesar dos poucos recursos financeiros,  a presidência da Junta de Água de Pau, em conjunto com alguns apoios da Câmara Municipal da Lagoa, fez o seu melhor para gerir e manter o cemitério, de forma a respeitar sempre a memória das pessoas que se encontram sepultadas naquele espaço.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.