Justiça

Jovem acusado de duplo homicídio condenado a 19 anos e seis meses de prisão


 

Lusa/AOonline   Nacional   3 de Nov de 2008, 15:06

O arguido no processo do duplo homicídio de Rio de Mouro (Sintra) foi esta segunda-feira sentenciado a 19 anos e seis meses de prisão por homicídio qualificado de dois jovens numa rixa entre grupos rivais.
Edgar, um adolescente de 17 anos, viu o colectivo de juízes do Tribunal de Sintra considerar provado o homicídio qualificado de dolo directo na morte de Osvaldo (membro do grupo de Rio de Mouro) e de dolo eventual na de Francisco (membro do Cacém e amigo do arguido), ambas ocorridas a 27 de janeiro passado.

    O colectivo de juízes considerou que a pena é benévola, tendo em conta da gravidade dos factos, mas que a idade do arguido funcionou como atenuante.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.