Açoriano Oriental
João Almeida “muito feliz” com vitória na sexta etapa da Volta à Suíça

O ciclista português João Almeida (UAE Emirates) disse estar “muito feliz” com a vitória na sexta etapa da Volta à Suíça, em que consolidou o segundo lugar e se aproximou da liderança da geral.

João Almeida “muito feliz” com vitória na sexta etapa da Volta à Suíça

Autor: Lusa/AO Online

Almeida, que tem estado entre os melhores na montanha, cumpriu os 42,5 quilómetros entre Ulrichen e Blatten em 55.13 minutos, após uma tirada curta devido à acumulação de neve, à frente do colega de equipa e líder da geral, o britânico Adam Yates, segundo a quatro segundos, e do dinamarquês Mattias Skjelmose (Lidl-Trek), terceiro a nove.

“[Yates] atacou longe da meta e eu segui a roda do Skjelmose. Foi perfeito para mim. Consegui alcançá-lo sem trazer mais nenhum dos outros. Estou muito feliz com esta vitória”, declarou o português, pouco depois de erguer os braços.

Quanto à luta a dois, e dentro da mesma equipa, pelo primeiro lugar, com os restantes candidatos a mais de um minuto da camisola amarela, o ciclista das Caldas da Rainha notou a rivalidade como “positiva” e respeitosa.

“Estamos ambos felizes, respeitamo-nos e trabalhamos em conjunto. Ao final do dia, a vitória vai para a equipa. Faltam dois dias e esperamos conseguir”, declarou.

A 12.ª vitória como profissional da carreira de Almeida, e a primeira em 2024, deixa-o a 27 segundos da liderança, a duas etapas do final, com o colombiano Egan Bernal (INEOS) em terceiro, a 1.28 minutos.

Esta proximidade, conseguida com a distância hoje registada e a bonificação de tempo, permite ao português sonhar com a vitória, mas também seguir “feliz” pela liderança de Yates, uma ideia que reforçou várias vezes em declarações aos jornalistas.

“Claro que quero ganhar sempre, mas também respeito a equipa e os meus colegas de equipa”, frisou.

No sábado, o pelotão enfrenta 118,2 quilómetros com a alta montanha como nota dominante, e chegada em alto, antes do contrarrelógio individual que encerra a 87.ª edição da corrida, no domingo.

O português é teoricamente favorito no 'crono', uma das disciplinas em que se destaca, a par da alta montanha, e procurará, neste fim de semana, confirmar a superioridade que tem estampado na estrada - desde que a estrada 'empinou', o ciclista das Caldas da Rainha tem imperado, a par de Yates.

Os dois estão bem longe dos restantes candidatos à vitória final e parecem destinados a decidir entre si, seja na montanha seja contra o relógio, quem leva a amarela final para casa, estando também empatados na frente da classificação dos pontos (28).

Para já, as estradas da Suíça deram uma primeira vitória em 2024 ao português, que procura juntar a Suíça à lista de corridas conquistadas - já venceu a Volta ao Luxemburgo e a Volta à Polónia, numa carreira em que o destaque maior continua a ser o terceiro lugar na Volta a Itália de 2023.

Almeida pode ainda suceder a Rui Costa na lista de portugueses vencedores da corrida, depois de o campeão do mundo de fundo de 2013 ter vencido a corrida em 2012, 2013 e 2014.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados