Investigadores procuram corpo de jornalista morto há 24 anos


 

Lusa / AO online   Internacional   17 de Nov de 2009, 10:59

Especialistas britânicos estão no Líbano para tentar encontrar o corpo do jornalista Alec Collett, raptado e morto há 24 anos, durante a guerra civil libanesa, declarou, segunda-feira, uma fonte dos serviços de segurança.
"A equipa, que tem nove membros com um passado militar ou nos serviços de informações e é dirigida pelo tenente-coronel Gilles Taylor, procura recuperar o corpo do jornalista britânico na planície oriental de La Bekaa" revelou, sob anonimato, uma fonte à Agência France Presse.

A missão deverá durar uma semana e a equipa vai trabalhar numa zona próxima da localidade de Aïta al-Fakhar (Leste), rodeada por apertadas medidas de segurança, acrescentou a mesma fonte.

A operação foi confirmada por um responsável da Embaixada da Grã-Bretanha em Beirute, segundo o qual a missão diplomática, em cooperação com as Nações Unidas, "está envolvida numa missão humanitária para recuperar e repatriar os restos de um cidadão britânico desaparecido no Líbano em 1985, quando trabalhava para a ONU".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.