Açoriano Oriental
Ilha do Pico registou aumento e requalificação de 162 vagas na área de infância e juventude nesta legislatura, anuncia Andreia Cardoso

A Secretária Regional da Solidariedade Social anunciou hoje que a ilha do Pico registou um aumento e requalificação de 162 vagas na área da infância e juventude nos últimos quatro anos.

Ilha do Pico registou aumento e requalificação de 162 vagas na área de infância e juventude nesta legislatura, anuncia Andreia Cardoso

Autor: AO Online/ GaCS

Andreia Cardoso falava na cerimónia de inauguração da requalificação do edifício onde funcionava anteriormente o Centro de Saúde da Madalena e passa a funcionar a Creche, Jardim de Infância e Centro de Atividades de Tempos Livres (CATL) da Santa Casa da Misericórdia da Madalena.

“Destacam-se os 20 novos lugares em Centros de Atividades de Tempos Livres com a adaptação de uma zona existente no edifício da Casa do Povo das Bandeiras e as 42 vagas respeitantes a esta obra, tendo sido criadas na totalidade 62 novas vagas e requalificadas 100 vagas com o presente investimento”, afirmou.

“Para termos uma visão mais global, nesta legislatura, na área da infância e juventude, o Governo dos Açores investiu, em toda a Região, um montante de mais de 16,8 milhões de euros”, acrescentou Andreia Cardoso.

A intervenção de requalificação do edifício onde passam a funcionar as respostas da área da infância da Santa Casa da Misericórdia da Madalena, segundo a governante, proporciona “uma melhor segurança das instalações, uma melhor qualidade educativa e, simultaneamente, reforça as medidas na conciliação da atividade profissional com a vida familiar”.

A obra representa um investimento total superior a 586 mil euros e tem uma capacidade total de 142 lugares, distribuídos pelas valências de Creche, Jardim de Infância e Centro de Atividades de Tempos Livres.

Na ocasião, a Secretária Regional destacou a proatividade da Santa Casa da Misericórdia da Madalena, apontando a grande importância para a população do concelho, o que demonstra que as Instituições Particulares de Solidariedade Social “são e continuarão a ser o elo mais forte da política social da Região”.

“Ao longo dos últimos quatro anos, a Santa Casa da Misericórdia da Madalena usufruiu de um total de apoios, quer para o funcionamento das suas nove valências, nas áreas da infância e juventude, da pessoa idosa e da pessoa com deficiência, como em contratos de cooperação valor investimento e valor eventual, para construção, requalificação de infraestruturas e aquisição de equipamentos, de mais de 11,1 milhões de euros”, frisou.

“Estou certa de que este novo espaço, que irá garantir melhores condições de trabalho, segurança e comodidade para os seus utentes, será igualmente impulsionador do fortalecimento dos laços comunitários e da participação social”, afirmou Andreia Cardoso.

 

 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.