Grupo de cidadãos promove concentração na embaixada grega em Lisboa


 

Lusa/AO Online   Nacional   16 de Dez de 2008, 09:37

 Um grupo de "cidadãos solidários com o povo grego em luta", e contra a resposta policial aos distúrbios que se registam há 11 dias, anunciou uma concentração para hoje frente à embaixada da Grécia, em Lisboa.


    Em declarações à Agência Lusa, José Janela, professor do ensino básico e secundário, e um dos promotores do protesto marcado para as 19:00, afirmou que se trata de um grupo informal que trocou impressões pela Internet e que vai entregar uma carta à embaixada.

    "A carta destina-se a marcar a solidariedade para com o povo grego em luta porque neste momento o movimento social na Grécia protesta contra a violência que a polícia exerce sobre os cidadãos", afirmou.

    "Houve um assassinato de um jovem de 15 anos, mas os protestos (na Grécia) são também contra as crescentes desigualdades" no país, adiantou.

    "Os jovens com menos de 25 anos são chamados, na Grécia de +geração 700 euros+, sendo a primeira geração (desde a II Guerra Mundial) que vive pior do que a anterior", referiu.

    José Janela afirmou que o grupo informal que hoje entregará a carta na embaixada em Lisboa está também solidário "com a assembleia de ocupantes da Universidade Politécnica de Atenas".

    O promotor da iniciativa afirmou desconhecer quantas pessoas vão aderir ao protesto na capital portuguesa porque os contactos foram feitos através de correio electrónico (e-mail) e mensagens de telemóvel (SMS).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.