Conflitos laborais

Greve dos estivadores causa atrasos nas cargas e descargas entre ilhas e continente

Greve dos estivadores causa atrasos nas cargas e descargas entre ilhas e continente

 

Lusa / AO online   Regional   18 de Out de 2007, 16:42

A greve dos estivadores em vários portos do Continente está a provocar atrasos nas cargas e descargas entre as ilhas açorianas e Lisboa, informaram quinta-feira fontes de empresas de transporte marítimo no arquipélago.
A paralisação, que termina às 24:00 de sábado, foi convocada pelo Sindicato dos Estivadores, Trabalhadores de Tráfego e Conferentes Marítimos do Centro e Sul de Portugal, que exige da Comunidade Portuária de Lisboa a agregação da entidades empregadoras A-ETPL e AOLP e a entrada imediata para o quadro de pessoal efectivo de sete trabalhadores contratados.

Contactado pela agência Lusa o director-geral da Transinsular Açores adiantou que o navio que deveria chegar segunda-feira ao porto de Ponta Delgada, na ilha de são Miguel, só deverá atracar "na melhor das hipóteses na quinta-feira".

"Normalmente as descargas no porto de Ponta Delgada efectuam-se à segunda-feira, mas a paralisação irá provocar atrasos", disse João Pedro Costa, acrescentando que a greve não está a afectar as embarcações que partem e chegam ao porto de Leixões.

Por outro lado, o barco que saiu de Ponta Delgada no início da semana rumo ao porto de Lisboa vai ter de aguardar o termo da greve de cinco dias para ser descarregado, revelou.

Uma fonte da empresa Mutualista açoreana avançou à Lusa que a carga que estava no porto de Lisboa está a ser desviada para Leixões, para minimizar os efeitos da paralisação dos estivadores.

No porto de Ponta Delgada as cargas são efectuadas à sexta-feira e as descargas à segunda e terças-feiras, seguindo depois para as outras ilhas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.