Açoriano Oriental
Saúde
Governo mantém valor das taxas moderadoras e alarga isenções
O Governo dos Açores decidiu não aumentar as taxas moderadoras no Serviço Regional de Saúde, mas alargou as isenções, que deverão passar a abranger cerca de metade da população do arquipélago, revelou fonte governamental.
article.title

Foto:
Autor: Lusa/AO online
“O Governo dos Açores decidiu não acompanhar o aumento das taxas moderadoras decidido a nível nacional”, afirmou Miguel Correia, secretário regional da Saúde, admitindo que, atendendo ao perfil da população da região, essa subida poderia colocar em causa o acesso aos serviços de saúde.

Miguel Correia frisou, no entanto, que esta decisão, por ter sido tomada antes de serem fixados os valores das taxas moderadoras a nível nacional, “será reavaliada no fim de janeiro”.

“Para já, a decisão é esta, não aumentar as taxas moderadoras, mas entendemos que devemos fazer uma reavaliação desta decisão no fim de janeiro”.

O executivo açoriano decidiu ainda alargar as isenções ao pagamento das taxas moderadoras, que passam a abranger quem tiver um rendimento líquido inferior a 624 euros mensais.

Com esta medida, Miguel Correia estima que “metade da população” dos Açores fique isenta do pagamento de taxas moderadoras no Serviço Regional de Saúde.
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.