Saúde

Governo mantém valor das taxas moderadoras e alarga isenções

Governo mantém valor das taxas moderadoras e alarga isenções

 

Lusa/AO online   Regional   12 de Dez de 2011, 13:35

O Governo dos Açores decidiu não aumentar as taxas moderadoras no Serviço Regional de Saúde, mas alargou as isenções, que deverão passar a abranger cerca de metade da população do arquipélago, revelou fonte governamental.
“O Governo dos Açores decidiu não acompanhar o aumento das taxas moderadoras decidido a nível nacional”, afirmou Miguel Correia, secretário regional da Saúde, admitindo que, atendendo ao perfil da população da região, essa subida poderia colocar em causa o acesso aos serviços de saúde.

Miguel Correia frisou, no entanto, que esta decisão, por ter sido tomada antes de serem fixados os valores das taxas moderadoras a nível nacional, “será reavaliada no fim de janeiro”.

“Para já, a decisão é esta, não aumentar as taxas moderadoras, mas entendemos que devemos fazer uma reavaliação desta decisão no fim de janeiro”.

O executivo açoriano decidiu ainda alargar as isenções ao pagamento das taxas moderadoras, que passam a abranger quem tiver um rendimento líquido inferior a 624 euros mensais.

Com esta medida, Miguel Correia estima que “metade da população” dos Açores fique isenta do pagamento de taxas moderadoras no Serviço Regional de Saúde.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.