Açoriano Oriental
Governo dos Açores inaugura novo entreposto frigorífico das Velas

O presidente do Governo dos Açores inaugurou, esta quarta-feira, o entreposto frigorífico das Velas, no âmbito da visita estatutária à ilha São Jorge.

article.title

Foto: GaCS/JAR
Autor: Susete Rodrigues/AO Online

Na ocasião, Vasco Cordeiro, realçou que o investimento em infraestruturas, na qualificação e na sustentabilidade dos recursos são os três pilares da estratégia definida para garantir o futuro das Pescas.


“Tudo isso tem a ver com os pescadores, tem a ver com o seu rendimento, tem a ver com o seu futuro e com capacidade de nós querermos sempre ajudar a construir esse futuro”, disse citado em nota, na inauguração deste novo entreposto, que representou um investimento de cerca de um milhão de euros.


Com o objetivo de garantir o futuro das pescas na Região, o presidente do Governo considerou que um dos alicerces desta estratégia tem a ver com as infraestruturas, apontando o exemplo dos investimentos nos entrepostos frigoríficos da Horta, de Vila do Porto, da Madalena e das Lajes das Flores, assim como as obras na rampa do porto do Porto Formoso, do núcleo de pescas da Madalena, e do Porto do Topo, também em São Jorge.


“O segundo pilar tem a ver com a qualificação, em primeiro lugar dos próprios pescadores, através dos cursos profissionais que têm sido promovidos e que já abrangeram mais de uma centena de profissionais”, sublinhou Vasco Cordeiro, ao assegurar que a Escola do Mar tem também um papel fundamental na construção deste pilar.


De acordo com o presidente do Executivo, o terceiro pilar para garantir o futuro das pescas passa pela sustentabilidade, que começa pelo próprio compromisso dos profissionais das pescas, que “estão na linha da frente deste compromisso com a gestão dos recursos, seja na fixação de quotas regionais de criação áreas marinhas protegidas”.


Refira-se que o novo entreposto frigorífico das Velas dispõe de uma câmara de conservação de congelados com capacidade de 40 toneladas, de uma câmara de conservação de refrigerados com capacidade de 20 toneladas, de um túnel de congelação com capacidade para 10 toneladas por ciclo, e uma zona climatizada para preparação e transformação de pescado.


Foi ainda criada uma nova valência, a capacidade de produção de gelo, através de um equipamento com capacidade para produzir duas toneladas por dia e de armazenar até quatro toneladas.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.