Açoriano Oriental
Governo dos Açores adquire equipamentos eletrónicos para navio de investigação

O Governo dos Açores (PSD/CDS-PP/PPM) anunciou que aprovou a resolução para aquisição de equipamentos eletrónicos para o navio de investigação da região autónoma, com o preço base de 3,6 milhões de euros.


Autor: Lusa/AO Online

Segundo um comunicado publicado na página oficial da Internet, o Conselho do Governo esteve reunido, em Ponta Delgada, e decidiu aprovar a resolução que “autoriza a contratação, mediante a abertura de um concurso público, para celebração de contrato de ‘Aquisição de Equipamentos Eletrónicos para o Navio de Investigação da Região Autónoma dos Açores com o objetivo de monitorizar e proteger os habitats naturais e espécies’”.

O executivo liderado por José Manuel Bolieiro refere que adquiriu um navio de investigação para a Região Autónoma dos Açores, integrado no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), através da celebração de um contrato no valor total de 19.799.400,00 euros, ao qual acresce o IVA à taxa legal em vigor, “que se encontra em fase de construção”.

“Importa agora adquirir equipamentos eletrónicos para o referido navio de investigação, com o objetivo de monitorizar e proteger os habitats naturais e espécies”, lê-se na resolução governamental.

O Conselho do Governo, entre outras medidas, também aprovou a resolução que aprova os Relatórios Periódicos de Monitorização do PRR-Açores, relativos ao ano de 2022, apresentados pelo Conselho Económico e Social dos Açores, na qualidade de órgão de coordenação técnica e de monitorização, para efeitos de envio à Assembleia Legislativa Regional da Região Autónoma.

O PRR inclui 11 investimentos em curso na Região Autónoma dos Açores.

Entre outras, foi ainda aprovada a resolução que aprova o Regulamento do Azores Startup Now - Concurso de Empreendedorismo.

Segundo o Governo, a medida “constitui-se como uma das mais relevantes ferramentas públicas de promoção do empreendedorismo e da inovação, incentivando a realização de iniciativas empresariais de qualidade que envolvam projetos portadores de elevados níveis de competitividade, bem como criando condições para que os empreendedores fixem a sua atividade e desenvolvam o seu negócio nos Açores”.

“Neste contexto, revela-se necessário adequar o Regulamento do referido concurso à nova realidade do ecossistema empreendedor e às novas necessidades do mercado, em consonância com as opções estratégicas definidas para os Açores em matéria de desenvolvimento económico, imprimindo-lhe uma dinâmica potenciadora da criação de empresas de sucesso”, é justificado.

PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados