Açoriano Oriental
“Fizemos o que podíamos com o que tínhamos”

Mário Silva diz estar “a dar o máximo” para dar a volta ao mau momento que o Santa Clara atravessa no campeonato

“Fizemos o que podíamos com o que tínhamos”

Autor: Henrique Linhares

Depois da derrota por 1-0 no reduto do Rio Ave - a quinta esta época - o treinador do Santa Clara realçou que é necessário apresentar melhorias, assumindo que o momento é duro para todos.

“Fizemos o que podíamos com o que tínhamos, mas temos de fazer melhor. Será uma viagem difícil para todos, ninguém gosta de perder, sobretudo neste momento duro que passamos, mas é seguir em frente e continuar a trabalhar para que as coisas mudem”, disse o técnico que lamentou as várias baixas no setor defensivo.

“Foi o triunfo da equipa que marcou, num jogo que sabíamos que ia ser difícil, também porque tínhamos muitas limitações no setor defensivo. Utilizei os únicos quatro defesas que tinha. Não serve de desculpa, mas condicionou”, admitiu.

No 16.º lugar da tabela classificativa com cinco pontos, Mário Silva voltou a relembrar que a equipa recebeu muitos jogadores numa fase em que o campeonato já tinha começado, mas logo a seguir disse não valer a pena falar mais sobre isso.

“Até hoje, sempre senti o apoio da administração, mas o futebol são resultados e mais que isso não me posso pronunciar. Temos feito um trabalho em sintonia, com a reconstrução de um plantel com entrada de 20 jogadores, que não tem sido fácil. Já não vale a pena falar nisso, temos de apresentar resultados e estou a dar o máximo”, confessou.

O próximo jogo do Santa Clara é no sábado, dia 8 de outubro, no Estádio de São Miguel, frente ao Sporting, vice-campeão nacional em título.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados