Figo já foi operado e cirurgião garante que não é o fim da carreira


 

Lusa/AO   Futebol   6 de Nov de 2007, 18:09

Luís Figo foi hoje operado à fractura do perónio direito, em Pavia, Itália, e o cirurgião Francesco Benazzo afirmou que a intervenção correu muito bem.
Luís Figo foi operado à fractura do perónio direito, em Pavia, Itália, e o cirurgião Francesco Benazzo afirmou que a intervenção correu muito bem, garantindo que a lesão não representa o fim da carreira do futebolista português.
Segundo Miguel Macedo, representante do médio do Inter Milão, o médico disse que uma radiografia feita após a operação confirmou que a fractura está estabilizada, mas não adiantou prazos para a sua recuperação.
Na véspera, a assessoria de imprensa do mais internacional jogador português, com 127 jogos pela selecção, disse esperar um regresso aos relvados dentro de dois meses.
Francesco Benazzo, director da policlínica San Matteo e professor catedrático da Universidade de Pavia, considerou que Figo tem uma estrutura muscular muito forte e não será por esta lesão que vai deixar de jogar futebol.
Miguel Macedo adiantou à Agência Lusa que Luís Figo acordou bem disposto da intervenção, que, de acordo com uma nota publicada no site do Inter Milão, durou cerca de uma hora e terminou perto das 18:30 locais (17:30 em Lisboa).
O clube campeão italiano sublinha que o responsável médico do Inter de Milão, Franco Combi, colaborou com a equipa dirigida por Francesco Benazzo na operação.
Figo - acrescentou Miguel Macedo - deu entrada na Policlínica San Matteo durante a manhã, “bem disposto” e “sensibilizado pelas mensagens de solidariedade recebidas desde ontem (segunda-feira)”, entre as quais uma enviada hoje pelo Presidente da República, Cavaco Silva.
O português lesionou-se domingo, no dia em que cumpriu 35 anos, lesionou-se aos 63 minutos do jogo da Liga italiana com a Juventus (1-1), na sequência de uma falta cometida pelo checo Pavel Nedved.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.