Música

Festival Maré de Agosto arranca quinta-feira em Santa Maria


 

Lusa/AO online   Regional   18 de Ago de 2008, 18:47

O Festival Maré de Agosto, que em 2009 celebra 25 anos, vai a partir de quinta-feira mencher de música a ilha de Santa Maria, nos Açores, num evento com artistas nacionais e internacionais.

    Desde 1984 que o mais antigo festival de música dos Açores ocorre em Agosto, sem interrupções, numa ilha onde vivem cerca de seis mil habitantes.

    O presidente da Associação Cultural Maré de Agosto, responsável pela organização do festival, adiantou hoje à agência Lusa que este ano vão subir ao palco principal, montado junto à Praia Formosa, bandas oriundas de Portugal, Finlândia, Reino Unido, França, Cuba e Brasil.

    "Trata-se de um festival de música destinado a pessoas dos oito aos oitenta", disse Roberto Furtado, que prevê uma afluência superior a três mil pessoas no recinto do festival, que decorre de 21 e 24 de Agosto.

    Em contagem decrescente para mais uma edição, Roberto Furtado afiançou que "está tudo a correr como planeado" e ainda hoje o palco principal ficará totalmente montado.

    Os músicos portugueses Olivetreedance, Freshkitos e Blablabla DJs abrem o festival na quinta-feira a partir de 22:30 locais.

    No segundo dia estão agendados concertos das bandas Varttina (Finlândia), Wraygunn (Portugal) e DJ Nuno Di Rosso.

    Para a noite de sábado estão programadas as actuações de Gregg Kofi Brown (Reino Unido), Lenine (Brasil) e Biotouch, composta pelos portugueses João Marques e Ricardo Ferreira.

    A Maré de Agosto encerra com a actuação, no domingo, dos Contrabando (Cuba), Dub Inc (França) e o DJ Magazino.

    No espaço Castelo, com um palco mais pequeno, vão decorrer diariamente várias actividades como espectáculos de teatro, apresentação de livros, actuação de várias bandas regionais e djs pela noite dentro.

    Estão também agendadas exposições de fotografia, pintura e uma acção de formação sobre percursão da responsabilidade do grupo Tocá Rufar, indicou o presidente da Associação Cultural Maré de Agosto.

    Orçada em 200 mil euros, a "Maré de Agosto" conta com apoios da Câmara Municipal de Vila do Porto, das direcções regionais da Juventude, Cultura e Turismo e algumas entidades privadas.

    Mesmo antes do arranque da 24.ª edição do festival de música a organização está já a pensar no próximo ano, altura em que pretende assinalar condignamente as bodas de prata de um evento a que têm acorrido sucessivas gerações.

    "Gostaríamos de ter um festival especial em 2009, mas isso vai depender das condições económicas", afirmou Roberto Furtado, acrescentando que desejava ter mais artistas no cartaz e oferecer melhores infrastruturas, dado que algumas têm mais de 20 anos.

    A Associação Cultural Maré de Agosto, criada em 1987, organiza anualmente o festival, que nasceu quando um grupo de artistas de Santa Maria resolveu promover um encontro de músicos açorianos na ilha.

    Os bilhetes para os quatro dias do festival custam 45 euros e para um dia 20 euros.

    Os portadores do cartão InterJovem, criado pelo Governo açoriano para jovens entre os 13 e os 30 anos, vão dispor de uma entrada gratuita num dos quatro dias do festival Maré de Agosto, tendo apenas de apresentar este cartão e o bilhete de identidade.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.