Ferrari admite abandonar a Fórmula 1

Ferrari admite abandonar a Fórmula 1

 

Lusa / AO online   Motores   27 de Out de 2008, 21:14

A Ferrari admite abandonar a Fórmula 1 caso a Federação Internacional do Automóvel (FIA) avance com a uniformização dos motores dos carros, anunciou a escuderia italiana, recordista de vitórias na disciplina.
"(A Ferrari) sempre expressou grande preocupação no que se relaciona com projectos de uniformização de motores, que privariam a Fórmula 1 da sua própria razão de ser, baseado na competição e desenvolvimento tecnológico", defende a Ferrari, em comunicado.

    A equipa italiana adverte que "caso estes elementos não se mantenham (...), reserva-se no direito de avaliar, em conjunto com os seus parceiros, a oportunidade de manter a presença na disciplina" rainha do desporto automóvel.

    A FIA anunciou que o projecto de dotar todas as equipas de F1 com o mesmo motor vai avançar, anunciado a data-limite de 7 de Novembro para apresentação de propostas dos interessados em tornarem-se fornecedores únicos de propulsores e sistemas de transmissão da F1.

    A Ferrari assume o "empenho para uma substancial e necessária redução de custos" na modalidade, mas ressalva este objectivo terá que ser atingido por vias diferentes da uniformização.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.