Euro2020

Fernando Santos quer Portugal a vencer o grupo e desvaloriza alterações

Fernando Santos quer Portugal a vencer o grupo e desvaloriza alterações

 

Lusa/AO Online   Futebol   3 de Out de 2019, 14:45

O selecionador Fernando Santos reforçou esta quinta-feira que o objetivo de Portugal passa por vencer o Grupo B de apuramento para o Euro2020 de futebol e desvalorizou as cinco alterações efetuadas na lista de convocados.

"Dos jogadores que saíram, uns não estão por decisão técnica, outros porque não estão nas melhores condições. Eu e minha equipa técnica trabalhamos ao máximo estas questões. Discutimos ao máximo e tomamos decisões. Os nomes para nós são pouco significativos", afirmou Fernando Santos.

O selecionador nacional falava aos jornalistas na conferência de imprensa de divulgação dos convocados para os jogos com Luxemburgo e Ucrânia, de qualificação para o próximo Europeu.

O defesa central Rúben Semedo foi pela primeira vez chamado, enquanto o lateral Ricardo Pereira, o médio João Mário e os avançados Bruma e André Silva regressaram às opções de Fernando Santos.

João Cancelo, Daniel Carriço, Renato Sanches, Podence e Diogo Jota foram excluídos da lista de 25, assim como Ferro, que na dupla jornada anterior foi chamado para ocupar o lugar de Pepe, dispensado devido a lesão.

"O objetivo é vencer os dois jogos, terminar a fase de grupos no primeiro lugar e garantir a quinta presença consecutiva numa fase final de uma grande competição", frisou o técnico, de 64 anos.

O lateral Mário Rui lesionou-se na quarta-feira ao serviço do Nápoles, mas Fernando Santos assegurou que o jogador estará em condições de poder representar Portugal, depois de ter feito exames.

O selecionador nacional abordou igualmente a estreia de Rúben Semedo, defesa central do Olympiacos, que, no passado, ainda ao serviço do Villarreal, chegou a estar preso, tendo ficado na altura com a carreira em risco.

"O Rúben soube reagir. Está a fazer uma temporada muito boa no Olympiacos. No passado, já tinha estado perto da convocatória, mas por lesão não esteve. O que conta são as suas capacidades. Ultrapassou o problema que teve e isso é muito importante", referiu.

Fernando Santos saiu ainda em defesa de Cristiano Ronaldo, que recentemente falhou a conquista do Prémio FIFA ‘The Best', que foi vencido pelo argentino Lionel Messi.

"Para mim, é o melhor do mundo. Tudo o que vai contra isso, não estou de acordo", concluiu.

A seleção nacional concentra-se na próxima segunda-feira à noite, em local a designar pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Os campeões europeus recebem o Luxemburgo em 11 de outubro, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, e deslocam-se a Kiev no dia 14, para defrontar a Ucrânia, que lidera o agrupamento.

Em caso de vitória nos dois jogos, e se a Sérvia não vencer na Lituânia, também no dia 14, Portugal garante logo um lugar na fase final do próximo Europeu e mantém-se na luta pelo primeiro lugar do grupo com os ucranianos.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.