Açoriano Oriental
Fernando Gomes considera "grave e condenável" insultos racistas a Marega

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, considerou este domingo “grave e condenável” os insultos racistas de que Moussa Marega foi alvo, em Guimarães, e que estes têm que ser severamente punidos.

article.title

Foto: JOSÉ COELHO/LUSA
Autor: AO Online/ Lusa

“Os comportamentos racistas são intoleráveis numa sociedade aberta e evoluída”, refere em comunicado Fernando Gomes, considerando que nenhum cidadão se pode rever “e muito menos pactuar com atitudes racistas e xenófobas”.

O maliano Moussa Marega abandonou hoje o relvado do Estádio Dom Afonso Henriques, poucos minutos após marcar o golo do triunfo do FC Porto (2-1), e apesar dos intentos dos colegas e adversários em o demover, por insultos racistas.

“Os autores de insultos racistas devem ser identificados e levados perante a justiça”, refere Fernando Gomes, acrescentando que a FPF “repudia comportamentos racistas, venham de onde vierem e seja qual for o local em que se verifiquem”.

A FPF manifesta ainda a sua solidariedade para com o atleta Moussa Marega.

“Enquanto presidente da FPF, asseguro que tudo continuarei a fazer para que os adeptos que não respeitam o futebol fiquem definitivamente à porta dos estádios. Este é um combate urgente de toda a sociedade”, termina Fernando Gomes.



Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.